TRANSLATOR( BLOG OR POST)

29 de set de 2016

Gostosuras da Infância

Existem alguns doces e sobremesas que não precisam de nomes bonitos nem sofisticados. Basta que tragam aquele saboroso gostinho de infância.
Peras em calda eu coloco nessa lista. Como de olhos fechados. Gosto de todo jeito, quente, gelada, calda que vira refrigério no verão. Com muita canela e uma pitada de cravo da índia, açúcar e nada mais é a que mais gosto. Ou coroando com calda de chocolate. Mais chique? Fervida em vinho tinto e especiarias. Assadas no forno...
Então com sua licença, que agora vou preparar as que comprei no sacolão do bairro de manhã. Lindas, suculentas e cheirosas.


5 comentários:

Anônimo disse...

Obrigada por recordar estas gostosuras e o tempo da infancia. Bom saber que existiu. O mundo atual so nos conduz para uma bruta depressão. Nem quero comentar Beijos LÊ

Justine disse...

mas que boa ideia falares das tuas sobremesas de infância: acabei de colher as peras do jardim e são imensas, saborosas e perfumadas! Agora tenho as tuas receitas para as preparar!
Se estivesses mais perto, dava-te um saco cheínho delas!!!
Um abraço deste lado do oceano

Clarice disse...

Lê, peras era o que mais tinha todos os verões lá em casa. Comer essa sobremesa me faz voltar àquela casa que nem existe mais.
Beijo.

Justine, isso me traz tantas lembranças. Pereiras floridas, vento enchendo o chã de branco, o perfume, depois aquela fartura nos ramos. Que delícia! Aproveite de pois me conte se gostou da receita. Beijo.

Dalva M. Ferreira disse...

Peras com memória. Tão doce...

Clarice disse...

Minha vó colecionava compotas que desmanchavam de tanto tempo guardadas. Tinham gosto de carinho.