TRANSLATOR( BLOG OR POST)

31 de ago de 2016

Para uma amizade quase amor




Inquietude
Quem mandou, oh, incauta, abrir uma fresta da cortina e deixar que entrasse a luz?
Quem mandou abrir a caixa de recortes, flores secas, bilhetes e fitas?
Quem mandou que trouxesses as palavras há tanto guardadas, 

que se transformaram em espada e te puseram no chão,
sofrendo por um amor que nem tiveste?
Quem te guia, zonza de lembranças,
por esta noite sem lua, sem rumo?
Quem mandou revolver o fundo do lago?
Isso é só o desejo impossível de ser tudo outra vez, tonta!
Guarda presto essa saudade do que nem foi vivido,
essa agonia do que teria sido.
Nessa lembrança jamais houve qualquer plano.
Por que sentes saudade do que foi apenas 
a doçura de um risco no céu?
Fica em silêncio, afoga o nó na garganta.
Deixa que repouse a cortina outra vez
antes que desembeste a represa.I
Repousa o passado onde lhe cabe ficar.
Cerra os lábios e te cala. 
Tira dos olhos as imagens do que nem foi amor,
mas violento e enganoso fogo que tudo consumiu.


Menos a lembrança, essa cruel companhia que me trai.

Para uma amizade quase amor

nquietude
Quem mandou, oh, incauta, abrir uma fresta da cortina e deixar que entrasse a luz?
Quem mandou abrir a caixa de recortes, flores secas, bilhetes e fitas?
Quem mandou que trouxesses as palavras há tanto guardadas, 

que se transformaram em espada e te puseram no chão,
sofrendo por um amor que nem tiveste?
Quem te guia, zonza de lembranças,
por esta noite sem lua, sem rumo?
Quem mandou revolver o fundo do lago?
Isso é só o desejo impossível de ser tudo outra vez, tonta!
Guarda presto essa saudade do que nem foi vivido,
essa agonia do que teria sido.
Nessa lembrança jamais houve qualquer plano.
Por que sentes saudade do que foi apenas 
a doçura de um risco no céu?
Fica em silêncio, afoga o nó na garganta.
Deixa que repouse a cortina outra vez
antes que desembeste a represa.I
Repousa o passado onde lhe cabe ficar.
Cerra os lábios e te cala. 
Tira dos olhos as imagens do que nem foi amor,
mas violento e enganoso fogo que tudo consumiu.

Menos a lembrança, essa cruel companhia que me trai.

Para uma amizade quase amor

Inquietude
Quem mandou, oh, incauta, abrir uma fresta da cortina e deixar que entrasse a luz?
Quem mandou abrir a caixa de recortes, flores secas, bilhetes e fitas?
Quem mandou que trouxesses as palavras há tanto guardadas, 

que se transformaram em espada e te puseram no chão,
sofrendo por um amor que nem tiveste?
Quem te guia, zonza de lembranças,
por esta noite sem lua, sem rumo?
Quem mandou revolver o fundo do lago?
Isso é só o desejo impossível de ser tudo outra vez, tonta!
Guarda presto essa saudade do que nem foi vivido,
essa agonia do que teria sido.
Nessa lembrança jamais houve qualquer plano.
Por que sentes saudade do que foi apenas 
a doçura de um risco no céu?
Fica em silêncio, afoga o nó na garganta.
Deixa que repouse a cortina outra vez
antes que desembeste a represa.I
Repousa o passado onde lhe cabe ficar.
Cerra os lábios e te cala. 
Tira dos olhos as imagens do que nem foi amor,
mas violento e enganoso fogo que tudo consumiu.


Menos a lembrança, essa cruel companhia que me trai















23 de ago de 2016

Cadê meu pé de meia?

Olha a ideia genial para aproveitar meias sem par, meias furadas, meias perdidas,meias cafonas. A boa ideia veio desta página, que tem muito para ver. 

Pode encher a cobrinha com restos de espuma de travesseiros velhos, ervas secas, sementes, areia.

3 de ago de 2016

2 de ago de 2016

Coisas da horta

Essas duas atendem minha urgência e curiosidade

A vagem de ervilha é espetacular, tanto na rapidez de crescimento quanto na fartura de vagens. Fácil de cultivar e só exige algumas horas de sol, terra adubada e água. Deliciosas tanto a vagem quanto as ervilhas. 
Olha que fartura no pé com menos de dois meses. Está plantada numa floreira comum. O vaso que aparece atrás é dos mirtilos preguiçosos.Tem que armar apoio porque enche mesmo de ramas e vagens. 


Olha a pitanga metida na foto. Uma das sete que vingaram. 

Elas são roxas mesmo. Não é efeito da luz. Veja mais de perto( a foto é da internet).

Caso alguém se interesse em comprar semente para cultivar, procure por PISUM SATIVUM SHIRAZ. 

A outra é a mostarda chinesa. Um pouco de sol, terra boa, água e só! Não tem frescura nenhuma, brota fácil, cresce rápido e pode ser comida crua ou cozida no vapor, salteada na manteiga ou no azeite. 
Essas são de meu canteiro.













Eu, que não aguentei a curiosidade, colhi algumas folhas, mas se deixar chegarem ao seu ápice, ficam assim.




Duas delícias, sem dúvida.

As duas podem ser encontradas em sites que vendem sementes, por preço muito acessível.

Se plantar a ervilha, deixe uma vagem secar no pé para ter sementes para plantar.

Sugestão de sites onde comprar delícias: