TRANSLATOR( BLOG OR POST)

30 de jul de 2011

Sapatinho de cristal


Todas sabem que maternidade é uma glória, que a mulher é um ser fantástico e que a aparência não importa e que a idade menos ainda. Não é o lado que vamos espiar neste texto.

É o seguinte. Até a Cinderela não poderia usar aquele sapatinho depois de ser mãe. Quando chegasse aos quarenta anos iria ver o que é tentar calçar aqueles sapatos lindos de morrer, escolhidos ao longo de muitas horas e anos, que custaram um saco de dinheiro, que nem usou dez vezes e não deixam os pés entrar de jeito nenhum, nem com graxa de motor.

O que vem antes? A gravidez? Então saiba, caso ainda não tenha lido ou ouvido, que durante a gravidez a mulher libera um elemento qualquer no corpo, para se ajustar às mudanças, que faz, entre outras coisa, seus ricos, cansados e inchados pés relaxarem e os ossinhos(ih! são tantos!) se acomodarem espalhadinhos, coitadinhos.

Depois de parir, dificilmente os ossinhos retornam totalmente aos seus devidos lugares. Entendeu por que aquele sapato elegante tem que ser dado pra sua irmã ou amiga depois do neném nascer?

Passa inverno, passa verão, você chega aos quarenta quilômetros. A partir daí, minha cara, você vai aumentar uma polegada a cada dez anos. Mais ou menos isso: você hoje calça 37, 38? Aos poucos vai chegar a 38, 39. Isso se você não engordar o meio quilo que chega a cada ano, inexorável.

Meu conselho é não comprar dúzias de calçados, nem deixar para usar os que tem no armário só no ano que vem. Prefira provar calçados no final do dia, quando os pés estão dilatados. Comprar calçados pela manhã é viagem de volta à loja, com certeza.

AvoGi reclama da secura de seus calcanhares, do cansaço. Bendito seja o verão de Portugal, minha bela! No verão não tem jeito. Pernas acima do estômago e creme, creme e creme. 

O sal grosso faz relaxar e escalda-pés são muito bons desde os tempos da bisavó, mas o sal resseca a pele. Use óleo trifásico(aqueles que se usa antes do banho de chuveiro) antes de colocar os pés na água  e creme depois.

Creme hidratante faz mais efeito em qualquer área da pele, se for aplicado até 3 minutos depois de secar a pele, inclusive depois do banho. Mas não faz milagre(não impede rugas, nem preenche linhas). Nos pés ajuda muito se for creme específico. Eu arrisco a recomendar um que tenha lanolina.  Ajudou?

27 de jul de 2011

Pensando em ter um cão?

Já tem? Mesmo quem sabe tudo sobre cães, pode encontrar alguma dica nova, curiosa, salvadora.

Guarde este manual  para consultar, sempre que tiver dúvida ou estiver subindo pelas paredes, sem saber o que fazer.

Na falta de ideias para dar nome ao bichinho(cão, gato, passarinho, jacaré...) consulte as listas que estão no final deste post. Eu amei os nomes orientais.

Fotografia sem crédito disponível( Jornal O Dia online)

25 de jul de 2011

Arteiras ou artistas?

Uma conversa com a mãe da Malu, a menininha do post do dia 19, me levou a pesquisar e dei de cara com esta dica.

Já pensou que maravilha dizer para os filhos: Esta parede é de vocês. Podem riscar, pintar, escrever? Ou encher de adesivos com ímã?

Na minha infância para escrever usávamos o chão de terra bem lisinho e uma vareta, ou alguma tábua esquecida que gastava pedaços de carvão. Pelo menos não era preciso limpar as paredes e acho que economizamos algumas surras.

Os marmanjos podem usar para deixar recados, exercitar alguma arte, gastar emoções. Xi! Tá chegando cada ideia!!!

24 de jul de 2011

Para colher palavras


Sigo este blog há muito tempo e sei que a autora não é de escrever toda a semana, sequer todos os meses. Já faz muitos dias que não escreve novas combinações de palavras. Mas eu volto e leio, releio e encontro sempre um perfume nas palavras, um jeito novo de ver o que já vi.

Ela é intensa, apaixonada, dolorida, cruel, carente, plena e sabe-se lá o que mais vocês podem achar dela. É uma experiência para repetir. Ela consegue fazer de um punhal uma confissão de amor. Um texto nos empurra suavemente para outro. 

Passe os olhos. Experimente. Fica um gosto de dor, de drama, de alegria, de entrega, de espera. E já que se fica sem palavras, não há como comentar, mas no perfil tem e-mail.

Para acesso ao arquivo completo, clique no linck tudo de mim.

A flor da fotografia esteve em meu jardim.

23 de jul de 2011

Abaixe a cabeça!

Esses caras estão brincando de tirar fininho com aviões!!!Quantos minutos separaram essas duas fumacinhas?
Mas já não bastava essa loucura com helicópteros da Força Aérea ou Exército em treinamento sobre nós?

Faz parte do treinamento, entre outras coisas, pairar, quase imóvel, sobre a aldeia de pescadores, por vários minutos, diversas vezes, ir até alto-mar, voltar e circular pelos morros, sobre as casas e prédios.


E abaixo de nós, a poucos metros da areia. Tome a rua como referência de altura. A areia está a 2 ou 3 metros abaixo da rua.

Tenho a impressão de que alguém da nave percebe que estou olhando de binóculos e fotografando, e vem  na direção do prédio.

E aí? Vai encarar? Vai encarar?

As fotos com os helicópteros foram feitas há alguns meses. A dos dois aviões se cruzando, esta semana.

21 de jul de 2011

Perigo no seu armário

Não se assuste, não vou revelar o que eu sei que tem no seu armário. São só algumas coisinhas que podem passar batidas e que, conforme aquele doutor charmoso, tem algumas consequências que você pode não saber ou esqueceu. Algumas dicas também, que sou fã delas, quem é que ainda não sabe?

1.Aquele jeans apertadíssimo, que você adoooooora, pode impedir que seu intestino funcione normalmente. Se você é do tipo que reclama de constipação, espie se os jeans(e outras roupas) não estão um número abaixo de suas medidas(e de sua idade).

2.Bijouterias que contenham níquel podem causar feridas por contato. Passe esmalte incolor hipoalergênico nas partes que tocam sua pele. Ou compre bijouterias sem metal.

Aqui  minha dica, com base na alergia de meu filho: Roupas(jeans sempre) tem botões metálicos. Se aparecerem sinais de sensibilidade na pele da barriga, que podem até ser feridas bem grandes, costure um retalhinho de pano pelo lado de dentro. Se a preguiça for muita, cubra o botão com esparadrapo. Cuidado também ao comprar relógios e outros acessórios metálicos que toquem a pele.

3.Faixas e outros enfeites que apertem e/ou puxem os cabelos, que distendam o couro cabeludo, podem afetar a circulação, músculos e nervos e causar dores bem desagradáveis, inclusive na região do rosto e pescoço. 

4.O medicamento AVANDIA,  usado para controle do diabetes, foi banido da Europa. Nos EUA só pode ser usado com controle de cardiologistas, pois está sob suspeita de ter causado mortes por infarto em diabéticos que se tratavam com ele.

5.Um pouco mais de vitamina C pode evitar infecções urinárias. Mulheres são freguesas delas com mais frequência. As sexualmente ativas devem urinar imediatamente após terem relações.

6.Fique longe de medicamentos novos se os antigos funcionam bem. O Dr. Oz foi extremamente enfático quando tratou do assunto. Para ele medicamentos novos, mesmo os testados, ainda não podem garantir que todos os efeitos colaterais estejam longe de colocar a saúde em risco. Os antigos tem a seu favor o tempo de uso. Se fazem mal é provável que já se saiba.

7.Nunca esconda de seu médico informações sobre medicamentos, alimentos, bebidas que você usa. A combinação de misturas pode agravar a doença, provocar reações perigosas ou inutilizar a dose que um paciente usa.

8.Para desinfetar pequenos ferimentos use só água e sabão, em barra de preferência e sem perfume. Aqueles desinfetantes do tipo mertiolate e similares podem até prejudicar. Se não sabe o que fazer para atender alguém machucado, não faça. Ligue para um centro de atendimento, polícia, bombeiros, posto de saúde, seu médico.

9.Aquele santo remédio que fez tão bem para sua amiga, sua vizinha, sua comadre, sua tia, pode matar você.  Não adote medicação alheia.

10.Bolhas nos pés devem ser furadas se forem claras. As que tem sangue, jamais!, para não correr risco de contaminação. As claras devem ser furadas, apertadas suavemente até todo o líquido sair. Depois devem cobertas com algo viscoso tipo glicerina ou vaselina e protegidas com curativo. A pele da própria bolha protegerá o machucado até que nova pele se forme.

11.Para evitar calos, dores e odores nos pés, nunca use o mesmo calçado por dois dias seguidos por tempo prolongado. Colocar os pés em água morna com sal grosso e limão é tudo de bom.

12.Se o tênis está tão confortável que parece que você nem está usando é hora de comprar outro. O papel dele não é ser confortável, mas proteger.

Me segura, que eu não paro mais! Fui anotando durante vários programas. Deu nisso. ;)

19 de jul de 2011

Olha o que a Malu (leia-se mãe da Malu) aprontou pra mim.

Regras da tarefa:

Divulgar quem passou a tarefa (cumprida)
Postar fotos das 10 coisas que mais gosta(vai ser difícil ficar em 10)
Passar a tarefa pra outras 10  pessoas(não bata no mensageiro!)

1.Primeiro preciso gostar de mim, he he! Não posso perder a chance.
                                                                              
               Aí vem a lista impossível
  
2.O filho


3.Os bichinhos que  muito me ensinaram e continuam ensinando.



4. Amigos dos quais tenho foto e outros que não tenho. Imagine o tamanho do post!

5. Uma lista imensa de contatos pela rede e de blogueiros, que em muitos momentos me salvaram do mau-humor, da ansiedade, da impaciência, da doença, do isolamento; provocaram meu riso e lágrimas, reflexão e saudade e me permitiram entrar em suas vidas. Em alguns casos completaram a minha mão de amigos.

6. A família, de vez em quando.

7. O lugar onde moro. Por conta de minhas decisões, hoje é aqui. Mas poderia ser em qualquer lugar que tivesse um colchão e um travesseiro confortáveis, livros, televisão, espaço para algumas flores e ervas, um computador e um telefone.

8. A paisagem. Esses morros que em breve não verei mais de minhas janelas.


9. Esta menininha que me traz um abraço e risos que me deixam sempre feliz. Nunca vou agradecer o suficiente por permitirem que ela faça parte de minha vida. Obrigada, Ane, vizinha e amiga muito especial.
10. As lembranças físicas ou não, de pessoas, de lugares, de tempos que me fizeram melhor ou pior do que eu seria.
-------------------------------------------------------------------------------
E agora, passo a vocês a tarefa, de um modo diferente. Se quiserem adotar a tarefa avisem depois de postarem para eu conhecer. Se preferirem fazer uma lista e deixar nos comentários, fica de bom tamanho também.
Com certeza vai ser um exercício emocional escolher os dez da lista.

13 de jul de 2011

Só se for na Suécia!

Enquanto a mais nova novela, desta vez a do Ministério dos Transportes, aluga espaço em todos os canais e a Grécia bota dinheiro pelo ralo...

Depois de ver isto pode ir até o cantinho da sala e chorar. 

Que raio de constituição é esta que permite que esses nossos safados legislem em causa própria?

Para distrair, se ainda não viu, espie isto e se souber onde vende me avise.

12 de jul de 2011

Especialmente para gaúchos(ex-gauchos)

Como surgiu a expressão "tchê!".



Quem já não ouviu um gaúcho dizer: "Barbaridade, tchê"? Ou de modo mais abreviado "bah,  tchê"?

Essa expressão, tem um significado muito curioso.
Para conhecê-lo, é preciso falar um  pouquinho dos espanhois, dos quais os gaúchos herdaram seu "tchê".
Há muitos anos, antes da descoberta do Brasil, o latim marcava acentuada presença nas línguas europeias como o francês, espanhol e o português. Além disso, o fervor religioso era muito grande entre a população mais simples. Por essa razão, a linguagem falada no dia a dia, era dominada por expressões religiosas como: "vá com Deus", "queira Deus que isso aconteça", "juro pelo céu que estou falando a verdade" e assim por diante.

Uma forma comum das pessoas se referirem a outra era usando interjeições também  religiosas como: "Ô criatura de Deus, por que você fez isso"? Ou      "menino do céu, onde você pensa que vai"? Muita gente, especialmente             no interior, ainda fala desse jeito.


Os espanhóis preferiam  abreviar algumas dessas interjeições e, ao invés de exclamar  "gente do céu", falavam apenas Che! (se lê Tchê) que era uma             abreviatura da palavra caelestis (ler tchelestis) e significa do céu. Eles usavam essa expressão para manifestar  espanto, admiração, susto. Era talvez uma forma de apelar a Deus na  hora do sufoco. Mas também serviam-se dela para chamar pessoas ou animais.


Com a descoberta da América, os espanhois trouxeram essa expressão para as colônias latino-americanas. Aí os gaúchos, que eram vizinhos dos argentinos(gauchos) e uruguaios acabaram importando para a  sua forma de falar.

Portanto exclamar "tchê" ao se referir a alguém significa considerá-lo
alguém "do céu".

___________________________________________
E esta agora, vizinhos: a cuia veio dos índios, o nome veio dos argentinos e as falas da Espanha. Sobrou pouco pra contar vantagem, hein?

É bom esclarecer que tenho algo de gaúcha e que ironizo porque acredito em rir de si próprio para rir sempre.
Texto recebido sem autoria. A figuraça veio daqui.

11 de jul de 2011

Sobrevoando o óbvio

Assino todas as petições, demandas, reclamações e campanhas que tenham como objetivo melhorar a qualidade de vida de alguém, de uma cidade, salvar  a vida de um animal ou pessoa, reclamar providências, etc.

Minha formação humanista às vezes quase frita meu cérebro, quando pesco um assunto e fico remoendo. Sobrevoei este assunto e me ocorreu que nunca vi um abaixo-assinado mundial em favor de condenados à morte nos EUA ou em qualquer outro país que pratique essa "justiça" duvidosa.

Será que estamos julgando que motivos(diga-se crimes) abrandam e autorizam essa justiça medieval? Até que ponto podemos eleger causas justificáveis para tomarmos o cutelo ou a seringa e determinarmos que temos o direito à vida que não geramos?

Somos tão limitados que não descobrimos como punir alguém sem aliviá-lo da culpa através da morte?

Esta semana promete. Pobres dos meus neurônios!

7 de jul de 2011

Surpresa!!!!

Depois de algumas noites e madrugadas de muito frio, fui até minha hortinha conferir os estragos.

Não é que os tomateiros escondiam o que esperei por quase três anos? Adubo e água pra que te quero. A danada se negando e de repente estão ali as primeiras. Fácil entender porque eu não as via. São do tamanho de um tomatinho.
Logo embaixo delas uns sinaizinhos até difíceis de ver, prometem mais algumas.
Se para cada vez que olhei pra ela, tirei galhinhos secos, alisei o tronco, arrastei pro sol, afofei a tera, adubei e reguei rendesse uma jaboticaba(ou jabuticaba), eu venderia aos baldes.

Ganhei o dia.

4 de jul de 2011

Viva Itália! (Nabucco)

Transfiro um texto que recebi de um amigo. Apócrifo, infelizmente, mas que trouxe como anexo um emocionante vídeo.

Tenho certeza de que todos já ouviram pelo menos algumas notas desse lamento, mas o contexto, apresentado em espanhol(estamos internacionais hoje, hein?) é o que emociona. Todavia, mesmo sem lê-lo não se perde a intensidade da emoção.

Eis o texto:

"El último 12 de marzo, Silvio Berlusconi debió enfrentar la realidad. Italia festejaba el 150 aniversario de su creación y en esta ocasión se dio en la ópera de Roma la opera Nabucco de Giuseppe Verdi, dirigida por el maestro Ricardo Muti.

Nabucco es una obra tanto musical como política: evoca el episodio de la esclavitud de los judíos en Babilonia, y el famoso canto "Va pensiero" el canto del Coro de esclavos oprimidos.

Antes de la representación, Gianni Alemanno, alcalde Roma, subió al escenario para pronunciar un discurso denunciando los recortes al presupuesto de cultura que hizo el gobierno, siendo que Alemanno es miembro del partido gobernante y viejo ministro de Berlusconi.

Relatado luego por el Times, Ricardo Muti, director de la orquesta, contó que fue una verdadera velada de revolución: "Al principio, hubo una gran ovación en el público. Luego comenzamos con la ópera. Se desarrolló muy bien hasta que llegamos al famoso canto Va pensiero. Inmediatamente sentí que la atmósfera se tensaba en el público. Hay cosas que no se pueden describir, pero uno las siente. Era el silencio del público que se hacía sentir. Pero en el momento en que la gente se dio cuenta que empezaba el Va Pensiero, el silencio se llenó de verdadero fervor. Se podía sentir la reacción visceral del público ante el lamento de los esclavos que cantan: "Oh patria mía, tan bella y perdida."

Cuando el coro llegaba a su fin, ya se oían en el público varios Bis.
El público comenzó a gritar: "Viva Italia" y "Viva Verdi".

Gente en el gallinero(galerias) comenzaron a arrojar papeles llenos de mensajes patrióticos. Aun cuando ya en una única ocasión había aceptado hacer un Bis para el Va Pensiero en la Scala de Milan en 1986, dado que para Muti la ópera debe ir de principio a fin. "Yo no quería sólo hacer un bis. Tenía qaue haber una intención especial para hacerlo.", relata. Pero el público ya había despertado su sentimiento patriótico. En un gesto teatral, Muti se dio vuelta y miró al público y a Berlusconi a la vez, y se produjo lo siguiente:

El director de orquesta Ricardo Muti: Sí, estoy de acuerdo con esto. "Larga vida a Italia" pero...  [aplausos]

Muti : Ya no tengo más 30 años y he vivido mi vida, pero en tanto que italiano recorrí mucho el mundo, y hoy tengo vergüenza de lo que sucede en mi país. Entonces accedo a vuestro pedido de un bis para el Va Pensiero nuevamente. No es sólo por la dicha patriótica que siento, sino perque esta noche, cuando dirigía al Coro que cantó "Ay mi país, bello y perdido" , pensé que si seguimos así vamos a matar la cultura sobre la cual se construyó la historia de Italia. En tal caso, nuestra patria, estaría en verdad "bella y perdida". [Aplausos , incluidos de los artistas en escena]

Muti: Siendo que reina acá un clima italiano, yo, Muti, me calle´la boca muchos años. Quisiera ahora...tendríamos que darle sentido a este canto; estamos en nuestra casa, el teatro de Roma, y con un coro que cantó magníficamente bien y que acompañö
espléndidamente, si quieren, les propongo unirse a nosotros para que cantemos todos juntos.

Entonces invitó al público a cantar con el coro de esclavos. "Vi grupos de gente levantarse. Toda la ópera de Roma se levantó. Y el Coro también. Fue un momento mágico en la ópera."

Esa noche no fue solamente una representación de Nabucco, sino también una declaración del teatro de la capital para llamar la atención a los políticos."



Para os que não dominam a língua italiana, segue a tradução do trecho cantado no vídeo.

Vá, pensamento, sobre as asas douradas
Vá, e pousa sobre as encostas e as colinas
Onde os ares são tépidos e macios
Com a doce fragrância do solo natal!
Saúda as margens do Jordão
E as torres abatidas do Sião.
Oh, minha pátria tão bela e perdida!
Oh lembrança tão cara e fatal!
Harpa dourada de desígnios fatídicos,
Porque você chora a ausência da terra querida?
Reacende a memória no nosso peito,
Fale-nos do tempo que passou!
Lembra-nos o destino de Jerusalém.
Traga-nos um ar de lamentação triste,
Ou  que o senhor te inspire harmonias
Que nos infundam a força para suportar o sofrimento.

1 de jul de 2011

Escatológica, pode?

Podem causar desconforto, dor aguda e constrangimento, mas fazem parte de qualquer ser que se alimente e tenha trato digestório.

Cada um lida com gases intestinais de acordo com sua cultura e educação. Aqui só vou colocar na mira alguns alimentos que podem deflagar crises de maior volume e devem ser evitados ou consumidos com moderação. No dia que comer um, evite outros:

- macarrão e outras massas preparadas com grãos e farinhas integrais;
- laticínios não fermentados(queijos- o de minas e frescal são terrríveis-, coalhada, creme de leite, leite condensado, etc). Prefira o leite com baixo teor de lactose e os iogurtes naturais;
- refrigerantes. Se bebidos com canudinho ficam piores ainda;
- fibras cruas(cascas de frutas, inclusive), cereais matinais crus ou com muito açúcar;
-algumas frutas ( os acúcares de algumas provocam mais fermentação). Preste atenção no caqui, damasco, abacate e mamão;
-feijão, grão-de-bico, couve, couve de bruxelas, brócolis, cebola, alho;
- chicletes, balas de hortelã e pipocas.

A experiência apontará outros alimentos. Analise o benefício dos alimentos e suas consequências para o caso.

Se vai passar muito tempo sentado ou em longas viagens de avião; se vai praticar mergulho, faça um favor a si mesmo e evite esses alimentos pelo menos doze horas antes.

Fale com seu médico ou nutricionsta e saiba os benefícios da lactase.