TRANSLATOR( BLOG OR POST)

31 de ago de 2009

Ainda dá tempo

Recebi de um amigo, que recebeu de outro amigo.

Vamos ajudar a divulgar o trabalho da nossa Força Aérea:Vote pela internet - Missão de resgate da FAB em Santa Catarina disputa prêmio internacional.

O relato de uma missão do Esquadrão Pantera (5º/8º GAV) durante o resgate de vítimas das enchentes que atingiram Santa Catarina, no ano passado, concorre com outras 15 histórias de outros países no "Helicopter Heroism Awards", prêmio concedido há mais de 40 anos para tripulações de asas rotativas que tenham se destacado em missões de resgate.


Parte do resultado depende de uma votação pela internet. Para ajudar a história da Força Aérea Brasileira (FAB), basta votar na página
que abre com este link, na história "Brazilian Air Force Flood Rescues and an homage to the HUEY".

À direita do título, clique em "vote for this nominee" e siga as instruções. (Organization é "Brazilian Air Force" e Job é o título "Brazilian Air Force Flood Rescues and an homage to the HUEY". Copie e cole no espaço indicado.

A decisão do vencedor cabe a um corpo de jurados escolhido pela revista "Rotor&Wing" e pela votação realizada na internet.

O ganhador do prêmio será anunciado no próximo dia 2 de setembro, durante um congresso internacional de busca e salvamento realizado nos Estados Unidos.

Com o trabalho heróico e incansável que eles fizeram aqui e fazem sempre, só tenho que votar e aplaudir.

A foto veio do site da Força Aérea

27 de ago de 2009

Enquanto a bagunça come solta...

...entre batidas de martelo, areia, poeira e sujeira para todo gosto; latidos impacientes de quem quer sair do quarto; em meio a isso tudo, perspectiva de chuva, transcrevo um pensamento, rápido e rasteiro. Bom para colocar nossos egos na forminha:

Se o que viveste, seja lá o que for, pode ser transmitido através de palavras, isto significa que absolutamente não viveste. (Rajneesh)

Amanhã tem mais: poeira, areia, cimento, latidos...

20 de ago de 2009

Envelhecer é uma merda!

Eu ando meio sacuda dessa torrente de mensagens, textos e slides que colocam mulheres com mais de 50 anos num pedestal; que dizem que a melhor fase da vida é depois dos 70 e que nunca foram tão felizes como agora que tem 80.

Quer saber? Envelhecer é uma merda!

Você tenta entrar naquele sapato muito elegante, que usava quando tinha 40 anos e descobre que se subir naquele salto irá, no mínimo, para a emergência da ortopedia.

Se usar uma roupa daquelas que usava quando tinha 45 vão te chamar de perua assanhada, porque cores vibrantes são para ninfetas.


Se aparecer na praia de biquini é porque não se olhou duas vezes no espelho, ou porque descobriu que não vai chamar a atenção mesmo, então pode sair até de roupão e botas e borracha, que ninguém repara.


Aquele jeans que provocava olhares cobiçosos agora só mostram que a bunda está procurando apoio no calcanhar. Aquele vestido vermelho, justinho, que provocava assobios? Deus me livre!

Os peitos estão firmes e empinados porque o silicone segura, mas aquela dobrinha nas costas não tem jeito.


Ficar em frente ao espelho de corpo inteiro e sem roupa é um teste que eu recomendo a qualquer mulher com mais de 40 anos, porque você coloca em cheque sua escala de valores.

Beleza interior uma ova!

Na hora de comprar roupa você agora gasta o dobro do tempo, porque ou aperta em cima ou não serve embaixo.


Não é o peso. É a forma.

(Se alguma maluca aí de plantão vier com esse papo de que o importante é se sentir bem e que o mundo se dane, pra que você tem espelho em casa então? Pra decoração? Pra espantar vampiro?)

Barriguinha... Barriguinha agora é aquela coisa indefinida entre a virilha e o estômago, que não pode ser dividida por um cós nem amarrado com cintos largos.

Envelhecer é horrível quando você ainda é isso tudo e as juntas começam a doer, o sono demora a chegar, tudo que você tenta levantar é pesado demais e você geme e bufa a cada meia hora do dia; tudo o que você come ou bebe pesa no estômago e na balança.

De repente você começa a conhecer especialidades médicas que só vira em revistas científicas. O principal assunto são suas dores e o nome de médicos.

Envelhecer é quando o rapaz interessante diz que adóóóóra mulheres mais velhas e aí você se dá conta de que se não tomar cuidado vira notícia de página policial.


Envelhecer é uma merda, porque você começa a contar as possibilidades de ver no que vai dar o aquecimento global, o terremoto em Los Angeles, ou a erupção do filho do Krakatoa.

Para que ninguém pense que deixei a profundidade de lado e uni meu cérebro à mediocridade, é claro que eu louvo essa maravilha que é ter qualquer idade. Adoro ter a idade que tenho. Principalmente porque encontrei uma coisa chamada serenidade, que dificilmente me deixa na mão.

É mais que maravilhoso poder escolher o que e quando fazer. Ou não fazer. Essa coisa chamada liberdade, pelo menos por enquanto é exercida na sua máxima potência e mesmo para alguém que como eu nunca se lixou muito para a opinião alheia, poder fazer ou deixar de fazer alguma coisa é muito doce.

O que me enche o saco é esse louvor às qualidades, essa ladainha de endeusamento por conta do número de anos e não pela qualidade intrínseca da mulher, que tanto pode ser maravilhosa como um desastre em qualquer idade. E não estou falando de aparência.

Eu quero saber onde anda esse povo que fica falando maravilhas das mulheres com mais de 40 e 50. Desconfio que estejam ao telefone com mulheres de 25, 30,35...

Gente! Não tá parecendo que voltei ao normal?

17 de ago de 2009

Veja bem

Por que eu assinaria uma revista que tem 158 páginas, se 80 delas são de propaganda de página inteira e 16 com meia página?

Fazendo as contas, sobram 62 para ler. Metade traz escândalos dos políticos, bastidores do mundo da fama e do resto pouco se tira que não seja sensacionalismo e notícias que mudam no dia seguinte.

Preço de capa:R$8,90. Então, por que eu pagaria mais de um real por página, por semana, para descartar a revista depois de dez minutos?

Vê se liga para outro otário, Veja!

14 de ago de 2009

Cada ideia!!!


Agora que todo mundo já deu palpite sobre por que a galinha atravessou a rua, alguém pode me contar por que o Saci Pererê tem uma perna só?

Esse palpite de que perdeu uma perna lutando capoeira é, digamos, esquisitinho, porque, confesse, você já viu algum capoeirista perder a perna em uma luta?

8 de ago de 2009

Melhor perder um minuto na vida que a vida num minuto

Vi no blog da Cris, que está no hemisfério norte, com outro tipo de trânsito, mas conhece o do Brasil. Gostei e espalho.

Mesmo sabendo que você é o/a melhor motorista do mundo, recomendo que passe por este vídeo e, se sobrar um tempinho, mande para seus amigos necessitados de lembrar algumas dicas sobre direção e trânsito. Vá sem medo; não há cenas de desastres ou mortes.

Bom é lembrar que os pedestres e outros usuários de carros também são filhos de alguém, mãe de alguém, irmãos, pais, amigos de alguém,...

Como diz o instrutor: Motorista vencedor é aquele que sai de casa e volta inteiro pra ela.

5 de ago de 2009

Conte comigo

Sabe aqueles dias em que você se sente sozinho no mundo?

Não fique assim. Clique
aqui e veja(e ouça) quantas pessoas estão espalhadas por aí.

Não se espante com a contagem que não para. Em algum lugar do mundo sempre tem um cantinho em que falta luz e sobra disposição.

A propósito, ainda não há nenhuma figurinha falante, habitante do Brasil ou de Portugal. E olha que já são mais de 6 mil de 118 nacionalidades.

Minha web camera é muda, então vou deixar minha figura muda e sorridente. Quer me fazer companhia?