TRANSLATOR( BLOG OR POST)

27 de abr de 2009

Da série Perguntas Cretinas, etc e tal

O mais puro exemplo de como temos que nos adaptar às atitudes tomadas no passado.

A bitola das ferrovias (distância entre os dois trilhos) dos Estados Unidos é de 4 pés e 8,5 polegadas.

* Por que este número foi usado?
· Porque era esta a bitola das ferrovias inglesas e como as americanas foram construídas pelos ingleses, esta medida foi usada.


* Por que os ingleses usavam esta medida?
· Porque as empresas inglesas que construíam os vagões eram as mesmas que construíam as carroças antes das ferrovias e se utilizavam dos mesmos ferramentais das carroças.


* Por que as medidas (4 pés e 8,5 polegadas) para as carroças?
· Porque a distância entre as rodas das carroças deveria caber nas estradas antigas da Europa que tinham esta medida.


* E por que tinham esta medida?
· Porque estas estradas foram abertas pelo antigo império romano quando voltavam de suas conquistas. Essas medidas eram baseadas nas antigas bigas romanas.


* E por que as medidas das bigas foram definidas assim?
· Porque foram feitas para acomodar 2 traseiros de cavalos!


Finalmente...
O ônibus espacial americano Shuttle utiliza 2 tanques de combustível (SRB - Solid Rocket Booster), que são fabricados pela Thiokol em Utah. Os engenheiros que os projetaram queriam fazê-lo mais largo, porém tinham a limitação dos túneis das ferrovias por onde eles seriam transportados, que tinham suas medidas baseadas na bitola da linha.

Conclusão: O exemplo mais avançado da engenharia mundial em design e tecnologia é baseado no tamanho da bunda do cavalo romano.


Perdoem usar a largura e pouca profundidade, mas estamos ainda em ritmo de correria(agora é a vez dos bichos adoecerem).

25 de abr de 2009

Respostas abertas

Resolvi abrir duas respostas para tirar um peso dos ombros.

Lê,

acredito que o Banco do Brasil e a previdência estão de conluio para ver quantos eles mandam para o hospital com os nervos em frangalhos. É a razão da minha ausência e que está melhor explicada na resposta que dou abaixo, a um amigo e ex-colega de profissão e de sala.

Nem tenho certeza de que já consegui relaxar, mas pelo menos a voz está voltando. Foram 13 pessoas por telefone e cinco na agência. Tô um caco, mas esta noite foi a primeira desta semana que não brigou com meu sono.

Segue mensagem por e-mail.

Jair,

eu nem fui até o aquário onde estavas, porque já havia passado um dia inteiro tentando resolver por telefone, até alguém sugerir que eu fosse à agência e eu sabia que seria uma longa estada.

Fiquei lá até quase 14 horas e só consegui pagar a conta do telefone. Passei por 3 atendentes e nada!A outra conta me fez ir até o concorrente. Nada do cartão ou cadastramento do computador foi resolvido depois de quatro horas.

Voltei na sexta-feira. Só consegui almoçar depois das 15 horas e depois de 3 atendentes e duas gerentes do BB. O rapaz que me atendeu já estava preocupado que eu desmaiasse na frente dele.

Precisei voltar ao atendimento por telefone, a partir de casa. Parece que consegui cadastrar o computador para pagar contas pela internet, o que só vou saber quando tentar fazer isso.

Cartão? Só em 15 dias.

Os velhinhos que irão nesta semana até a agência deveriam levar carteirinha de saúde e exigir uma ambulância na porta.Fique de olho na mídia, que entre vários bate-bocas(uma mulher ao meu lado quase saiu no tapa com um gerente), houve quem dissesse que vai denunciar a baderna à imprensa. Ninguém foi atendido em menos de 3 horas e diz a lei que só deveríamos esperar 45 minutos. Piada! Só para fazer o recadastramento foram 90 minutos.

Tenho pena dos empregados do ex-BESC, que serão largados sozinhos a partir de segunda.

Na espera ouvi alguém dizendo que sentia saudade do sistema do BESC. Tarde demais pra isso!

À noite, minha mãe conta que foi chamada pela agência. Sugeri que já fosse com os documentos e alguns remedinhos, por via das dúvidas.

O que eu sei é que não acabaram só com o BESC. Estão acabando com a clientela. Assim que eu descobrir um jeito me mudo de lá.

(Vamos aguardar o próximo capítulo, que vem grudado nas devoluções do Imposto de Renda. Pelo menos essa não me pega!)

23 de abr de 2009

Aqui também

Isso já foi publicado em tantos blogues (e já circulou via e-mail anonimamente), que nem posso determinar a autoria. Agora pousa aqui, para eventualidades passageiras.

Falso ou Verdadeiro?

Vinte Mitos Sobre Computadores

1. Faz mal ao computador ter ímãs colados à CPU.
Falso. Nenhum problema com a CPU, mas não podemos dizer o mesmo do monitor, pois desgasta suas cores. Evite a qualquer custo utilizar equipamentos imantados muito próximos aos monitores, pois as cores podem resultar distorcidas.

2. Empurrar o cd com o dedo para inserí-lo na CPU é prejudicial ao equipamento.
Falso. Nada a ver. Nada irá acontecer se você empurrar com uma força normal. Foi feito exatamente para isso.

3. Água ou café derramada sobre o teclado pode arruinar seu funcionamento.
Verdadeiro. Estragam as trilhas metalizadas que estão embaixo das teclas. Podem criar um curto-circuito e queimar.


4. É necessário ter espaço entre o monitor e a parede atrás dele.
Falso. Monitor não é geladeira. O ambiente em geral deve estar ventilado, mas não é indispensável que seja muita a distância. É muito pior ter outro monitor atrás (como acontece em muitos escritórios) porque pode haver o risco de ter interferências entre os computadores.

5. Quando o computador passou a noite toda ligado, é melhor desligá-lo e a reiniciar.
Falso. Pode seguir ligado sem problema algum. Ainda que pareça o contrário e dê vontade de desligá-lo um momento para que descanse, seguindo a lógica humana, o HD dura muito mais se permanecer ligado e não sendo o tempo todo ligado e desligado. Por uma questão de economia de energia, não convém deixar ligado por vários dias, mas se não levarmos em conta o fator do aquecimento global seria muito melhor para o PC nunca desligá-lo. Eles foram criados para isso.

6. Gasta mais energia ao ser ligado do que em várias horas de uso.
Falso. Ao ligar não consome tanto como para superar as horas de funcionamento. Ao desligar poupa-se energia e se permanecer ligado gasta, como qualquer outro eletrodoméstico.

7. Faz mal ao computador ter algum celular por perto.
Falso. Sem problema algum, no máximo um ronco provocado pela interferência de uma chamada.

8. Depois de desligar o computador é melhor deixá-lo descansar uns segundos antes de voltar a ligar.
Verdadeiro. É recomendável esperar no mínimo alguns segundos antes de voltar a ligá-lo. 10 segundos deve ser o suficiente.

9. Mover a CPU quando o computador está ligado pode queimar o HD.
Falso. A força centrífuga com que gira o HD é tanta que não acontece nada ao se mover a CPU. Muito menos ainda em se tratando de um notebook, porque eles foram feitos para isso. Mas é lógico que você não vai sair por aí dando porrada no equipamento, né?

10. Pelo bem do monitor, é conveniente usar protetor de tela quando não está em uso. Verdadeiro. Porque o mecanismo do protetor de tela faz com que o desgaste das cores da tela seja uniforme. Ao renovar as imagens constantemente, não se gasta num mesmo lugar.

11. Quando há chuva forte, é absolutamente necessário tirar o plugue do computador da tomada.
Verdadeiro. Deveria ser adotado como uma obrigação no caso de uma chuva muito forte, com muitos raios e trovões. Da mesma forma, é aconselhável retirar os cabos do telefone e da alimentação do modem para que não queimem com a descarga de raios.

12. Não é conveniente olhar a luz vermelha que está embaixo do mouse óptico.
Verdadeiro. Pode até não deixar ninguém cego, mas é uma luz bastante forte que pode sim fazer mal a retina.

13. Nos notebooks deve-se acoplar primeiro o cabo de eletricidade à máquina e somente depois esse cabo a tomada.
Falso. Tanto faz. Quase todos os equipamentos portáteis atuais tem proteção contra curto-circuito e são multi-voltagem, podem ser ligados em tensões de 90 a 240 volts, pelo que são sumamente estáveis.

14. Ao desligar o computador convém também desligar o monitor.
Falso. Outra vez, tanto faz. Ao desligar a CPU, o monitor fica num estado em que consome muito pouca energia (pouca coisa mais que 1W) e não sofre desgaste algum. A decisão termina sendo em função da economia, ainda que o consumo seja realmente mínimo.

15. Não se deve colocar cds, disquetes ou qualquer outro elemento sobre a CPU.
Falso. Lógico, nada do que é colocado sobre a CPU pode ser afetado ou avariado, a não ser que esteja úmida e a água possa chegar ao equipamento.

16. O computador nunca pode ficar ao sol.
Verdadeiro. Se ele esquentar mais do que o habitual, sua vida útil tende a decrescer. Por isso nunca é boa idéia instalar o PC próximo a janelas onde bate o sol.

17. Se mais de 80% do HD tiver sendo usado, a máquina se torna mais lenta.
Verdadeiro. Sempre é uma questão de porcentagem. Por mais que se tenha 20 Gb livres, se for menos de 20% da capacidade do disco, o funcionamento do computador será lento.

18. Não se deve tirar o pen drive sem avisar à máquina.
Verdadeiro. Deve ser selecionada a opção 'Retirar hardware com segurança' antes de retirá-lo. Caso contrário, corre-se o risco de queimar a memória do USB.

19. Ter o desktop cheio de ícones deixa o computador mais lento.
Verdadeiro. Não importa se são ícones de programas ou arquivos. O que acontece é que a placa de vídeo do computador renova constantemente a informação apresentada na tela, e quanto mais ícones, mais tempo.

20. Desligar a máquina diretamente no botão, sem selecionar previamente a opção de desligar o equipamento, estraga o HD.
Verdadeiro. O HD pode queimar ao ser desligado enquanto ele ainda está lendo ou escrevendo em alguma parte do sistema. Ademais, quando a energia é desligada subitamente, as placas que cobrem o disco (que gira até 10 mil rotações) descem sobre ele e podem ir riscando até que alcancem a posição de descanso. Ao selecionar a opção 'Desligar o Computador', todo o sistema se prepara para repousar e suspende todas as atividades. Cada peça vai ficar em seu devido lugar.

20 de abr de 2009

Eu só quero pagar a conta, moço!


Não precisa ir logo fugindo porque adivinhou o assunto. Isso afinal é ou não divã de desabafo?

Vou poupar seus olhinhos e resumir:

Três horas depois de acessar todos os números de 0800, criar montanhas de senhas e códigos, fazer todas as tentativas de entrar em minha (nova)conta (com muitos números e senhas) através do novo site do Banco do Brasil(que acabou de exterminar o de meu antigo Banco)não consegui pagar uma continha de pouco mais de cem reais. Enquanto isso o almoço foi pras cucuias.

Agora, com um cartão cheirando a novo, pago por mim há um mês, não consigo pagar conta nenhuma, nem pela internet, nem na farmácia, nem no supermercado, nem no veterinário, em LUGAR NENHUM! O cartão vale menos que um pum. Dinheiro na conta e conta na mão. E as duas não se comunicam de jeito nenhum.

Duas conclusões:

1. Foi proposital fazer essa mudança num final de semana e véspera de feriado, que é pra ninguém pagar nada e depois cobrar juros( A moça da agência diz: Nem venha pra agência hoje, que isso está um inferno!);e

2.tem mais alguém além do presidente do Banco do Brasil que precisa de um pontapé na bunda.

Pessoas do Banco do Brasil, prestem atenção: É preciso ser algo mais que gentil ao atender um cliente de mais de 35 anos de casa e com dinheirinho na conta. Não basta ser eficiente. É preciso ser eficaz. (Une petite difference!) Se eu preciso falar com dez, eu disse dez pessoas, até alguém apresentar uma solução inteligente, esse Banco vale menos que meu cartão antigo.

O diabinho vermelho diz: Agora esse pessoal que reclamava do Besc vai ver o que é bom pra tosse!
O triste disso tudo é que estou condenada a sofrer, pois minha pensãozinha cai por essas vias. Isso deve ser campanha pra encurtar a vida das pessoas. Só pode!
A foto veio do blog dessa moça que pensa.

18 de abr de 2009

Se o telefone tocar...


Há poucos dias por incentivo de meu amigo W. Henrique fui à procura do autor de um "piano" que soava mágico.

Com a imprescindível e inestimável ajuda de um mais que bem informado Professor Rubem Holzmann (e de seu irmão, segundo ele, mágo da informática), revelou-se um músico pouco conhecido por estas bandas. O cubano(está na moda agora, de novo) radicado nos EUA, Enrique Chia, fez fãs por aqui esta semana.

Para quem quiser se deliciar com a perfeição desses sons que ele tira do piano e da alma, basta ir ao oráculo, baixar e salvar diversos. (W. Henrique conta que se apaixonou e salvou mais de 200. Depois de ouvir uma você vai entender essa paixonite dele.)

Para amigos e amigas que tem um pedaço da alma ou os dois pés fincados no chão da terrinha além, bem além desse marzão, ao norte, deixo o caminho não só para ouvir, mas para transportar e customizar o toque de seu celular com essa música. Chique, não?

Pode ser que ela cause uma breve enchente nos olhos de alguém, que das janelas do Rio vê a primavera chegando nas ruas e praças de Portugal.

É apenas um presente para juntar aos aromas que desconheço e para curtir quando a alma já não mais couber na bolsa.

A foto, enviada pelo talentoso Rubem, que, ao violão, fez a voz de Célia ficar ainda mais linda no Guairinha, em outubro de 2008.

14 de abr de 2009

Centímetros e outras coisinhas

Muitas vezes a diferença entre a elegância e o ridículo é medida em centímetros.

A não ser que você tenha as pernas de Tina Turner e cante como ela, ou esteja promovendo algum baile à fantasia, ou, ainda, que esteja desesperada a tal ponto, que perdeu o senso do ridículo, anote aí:

1. A partir dos 40 anos, a cada ano o vestido desce pelo menos um centímetro, até ficar no meio do joelho. Deixe que as pesssoas vejam sua elegância, não seus joelhos e pernas marcados pelo tempo. Na praia e dentro de casa fique à vontade.

2. Cabelo de adolescente só se for para subir ao palco ou para bailes de carnaval. Lacinhos, enfeites e penteados infantis ressaltam os anos que ficaram para trás. Um dia é preciso encarar que o cabelo que você está usando é mais adequado para sua filha. Ou netinha.

3. A partir dos 40(às vezes até antes) pintar o cabelo de preto facilita. Que as pessoas consigam ver melhor suas rugas e marcas de expressão. Cabelo muito escuro perto de pele com mais de 40 envelhece. Muito.

4. Luzes são um perigo. Se bem feitas ressaltam e avivam sua expressão. Mas cuidado para não ficar parecendo a Mortiça Adams. Luzes mal feitas e com chapinha, são um desastre total! Não é qualquer rosto que combina com cabelo escorrido.

5. Mantenha os cabelos bem tratados e com um corte adequado para sua idade. Procure um bom salão pelo menos a cada 3 ou 4 meses para conservar o corte. Isso faz a maior diferença.

6. É imprescindível que não se note a marca das roupas íntimas. A não ser que você não se importe de parecer vulgar. Calcinha aparecendo acima do cós da calça? Coisa apropriada para revistas masculinas, ou para provocar seu namorado, entre quatro paredes, mas não para pessoas usarem na rua ou no trabalho, estamos de acordo? Com mais de 40 então...

7. Compre e use roupas apropriadas para seu tamanho e peso. Pouca coisa é mais ridícula do que ficar parecida com uma mortadela. Deixe aquele vestidinho de quando você pesava 10 quilos a menos para usar em casa. Para fazer faxina.

8. Batons de tons alaranjados são proibidos para mulheres que não tenham os dentes branquíssimos. Essa cor ressalta o amarelo dos dentes.


9. Batom cor de rosa bem clarinho é mais apropriado para loiras adolescentes. Morenas devem usar essa cor e todas as variantes de rosa com muito cuidado para não ficarem pálidas.

10. Todo mundo sabe onde fica sua boca, independente da idade que você tenha. Não precisa marcar com lápis cinco tons mais escuro que o batom. Use lápis da mesma cor, ou, no máximo, um tom mais escuro. O lápis é usado para evitar que o batom saia do limite dos lábios, não para que sua boca fique parecendo luminoso de farmácia. Já viu alguma propaganda de batom de grandes marcas com a boca desenhada com lápis escuro?

11. Perfume não é sachê. Isso vale para mulheres e homens. Use pouco e jamais nas mãos. É horrível cumprimentar alguém e sair cheirando a loção de barba, ou ficar com um perfume que não é o seu(muitas vezes de extremo mau gosto) incomodando até conseguir lavar.

12. Quem tem quilos a mais deve evitar aquelas blusas enormes, que só fazem a figura ficar ainda maior. Nada de camisetas! Melhor usar roupas que criem uma cintura e que sejam adequadas a sua altura.

13.Calças curtas, justas ou não, que mostrem os tornozelos, cortam a figura e engordam. Use calças de corte reto e que cubram o pé. Elas alongam o corpo e são mais elegantes. Calças muito apertadas ressaltam o que se quer esconder. Cuidado com o tamanho e formato dos bolsos traseiros. Preguinhas? Ui!

14. Olhe-se no espelho antes de sair, sem ser condescendente. Se for o caso, peça a opinião de uma amiga, daquela que realmente gosta de você.
15. Não há roupa que fique elegante se o soutien não estiver adequado ao seu corpo e ao tipo de roupa.

16. Livre-se de roupas íntimas velhas, esfiapadas ou de tamanho e forma inadequados. Ninguém está livre de um incidente. E se o príncipe encantado aparecer sem avisar, hein?

17.Não acredite na opinião de vendedoras. Elas querem vender. Olhe-se muitas vezes no espelho antes de colocar uma roupa na sacola de compras.

18. Faça doação de roupas pelo menos uma vez a cada dois anos. Isso faz milagres pela sua elegância. Se você não usou uma roupa por dois anos seguidos ela não é importante para você e pode ser uma alegria para quem receber.

19. Nem tudo o que está nas revistas é adequado para todo mundo. Seja crítica.

20. Para economizar compre peças de boa qualidade e clássicas, que ficam na moda por muitos e muitos anos. Roupas que possam ser usadas com outras que você já tem ou que permitam combinações entre si.

Complete a lista.

9 de abr de 2009

Catando ovos


Para quem acredita em Jesus Cristo, muita fé. Mas nada de ficar beijando estátuas e crucifixos cheios de micróbios e babas alheias, que isso é de uma ignorância de dar dó.

Para quem acredita em coelhinho, faça um ninho e fique esperando, esperando, esperando... que coelho não bota ovos. Se é que você ainda não desconfiou.

Para quem tem criança em casa e gosta de passar essas tradições, brinque de esconder os doces e ovinhos e faça todo mundo sair catando entre as folhagens, na grama. Se não acharem ovinhos, pelo menos vão encontrar aquele teu pé de meia perdido há uns cinco meses.

Para quem acha que feriado é pra ficar de papo pro ar, é bom não esquecer de abastecer a geladeira, que papo pro ar e vazio não dá certo, não.
Não abuse de chocolates, mas se abusar, aquele chazinho desintoxicante de cabelo de milho, salsinha e funcho até enjoar.

Pra quem vai pegar estrada, nada de bebida antes de dirigir. Não encha a pança, que isso dá um bruta sono. Calibre pneus, verifique o estado deles, abasteça o tanque(pelamor, né?), se os limpadores de parabrisa estão funcionando.
Muito protetor solar, água e frutas pra macacada toda que for junto.
Não precisa voar, que não é feriado de urubu. É de Páscoa, certo?

Vai de ônibus? De trem? De avião? Leve cópia de seus documentos, não os originais. Viaje sem jóias. Pra que chamar a atenção?

Guarde os trocados em diversos lugares da mochila, debaixo do pé, no bolso de trás da calça. Sabe como é.

Não esqueça os remedinhos básicos.

Vai visitar parentes? Não deixe em casa o saco de paciência, que fica pendurado atrás da porta, usado nas visitas da sogra e daquele vizinho abusado, nas ligações de marqueteiros.

Os bichinhos ficarão em casa? Alguém precisa dar uma olhada neles. Dar comida e água. Se forem gatinhos, nada de levar pra casa dos outros; melhor deixar no cantinho deles e encarregar alguém para espiar.

Aquela lâmpada da varanda que fica acesa o dia inteiro...hum, aviso de que não tem ninguém em casa.

Vai viajar de carona? Com a garotada toda num carro só? E todo mundo vai acampar? Tenho pena de você, viu?

Para quem acredita que esse calor de verão vai continuar e que Floripa é um bom destino, melhor ir pra Santos, Fortaleza, Recife, Roraima... Já tem gente demais aqui. Repara, não, mas é que a gente tá precisando de um pouquinho de sossego.

Escolha um bombom e dê para aquele menino mais pobrezinho que você. Mesmo que isso não tenha nada a ver com Páscoa e esse barulho todo.

No mais, descanse, descanse. Respire fundo. Caminhe. Faça uma comida diferente. Durma. Converse muito. Reflita um pouco sobre sua vida e decisões. Beba e coma civilizadamente e só comece a pensar em trabalho na segunda-feira. Pra que estragar o domingo, hein?

Bom feriado para todos.

O pintoelho veio daqui

8 de abr de 2009

Previsões para verão de abril

A moça da loja de roupas, feliz com o que vendeu em março(saldo de verão), telefona para avisar que a coleção de outono chegou.

Mas como? Ainda estou usando short e blusa de alcinha. Outono? Só se for na Austrália. Aqui suamos a 30 graus Celsius.

Postado a propósito dos desejos de pitangadoce.

A foto veio daqui

7 de abr de 2009

Antes de dar tem que penar

Vá lá. Concorde comigo. Nem tudo que parece fácil evita que você pague mico. Eu, no caso.

Partindo daquele ditado de que dá mais que chuchu na cerca, ou na serra, resolvi que aquele vento chato que me impede de abrir a porta do terraço, bem que poderia ser diminuido com trepadeiras, já que placas de vidro estão pela hora da morte e nem sei se essa coceira de ir embora vai diminuir ou aumentar. Então, se for o caso, corta-se a ramagem e é só.

Então, plantei bouganville. Teimosa. Teimosa e teimosa. Cuidei, babei adubei, reguei(o mesmo olho do dono que engorda o gado faz florir, né?). Até floresceram e resistiram a alguns ventinhos, mas não é o ideal. Poucas folhas. (A flor colorida é folha modificada. A flor mesmo só aquela coisinha branquinha lá no meio.)

Comprei outra. E cuidei, cuidei, cuidei. O vento também cuidou. De acabar com as folhas todas. Agora estão lá as duas parecendo coisa de bruxedo. Uma cheia de folhas verdinhas. Mas não cresce um centímeto em altura. E neca de flores. Nem com poda. A outra tá que é só galho. Sem folha. Vento queimou sem dó. Ontem precisei cortar todas.

Onde foi que eu larguei a história do chuchu? Pois. Se ele dá em qualquer lugar, planto e colho e de quebra dou uma rasteira no vento. Nem sou fã, mas a bicharada adora! Basta começar a ferver que ficam rodeando.

No meu terraço tem a tela de proteção para os gatos. Fácil de fazer subir. Tem uma florzinha cor-de-rosa que aceitou e subiu, subiu que subiu, floriu e sementou. Em qualquer outro lugar enche de folhas e flores. Aqui dá semente!

Então fui ao sacolão, escolhi um chuchu bem saudável e plantei. Namorei diariamente. Mas até pra dar tá dificil, viu? Em três dias o danado apodreceu e desapareceu na terra. Tá tirando uma com a minha cara?

Será possível que vinda do meio do mato não seja capaz de plantar um chuchuzeiro sem perguntar a alguém? Melhor ao oráculo, que não me envergonha.

Vou cultivar outro. A partir da fruteira. Feito batata doce, batatinha, cenoura esquecida e por aí vai.

De onde foi que eu tirei a idéia de que deveria enterrar o pobre do chuchu?

Quando ele mostrar o primeiro brotinho mostro aqui. Se.

Você pensa que eu sou a única a pagar mico pra plantar um chuchuzinho de nada?Experimente digitar "como plantar chuchu" no Google.

3 de abr de 2009

Diálogos quase mortais(escatológica pode?)


Para os leitores que me aturam desde o outro lado do Atlântico, talvez seja necessário informar, que no Brasil é muito comum haver restaurantes que servem rodízio de carne. É impossível descrever a quantidade e tipos de carnes oferecidos a cada dez minutos. E elas se repetem. O freguês come até não aguentar mais pelo preço padrão.

Pelo meu padrão, o que come um sujeito desses, comeria fácil fácil uma família de 5 pessoas. Porque além das carnes(agora tem até peixe!) há os complementos todos. Inclusive a tal mortífera maionese com batatas. E todas as sobremesas que puder engolir, antes que eu esqueça.

Mas vamos ao diálogo.

- Estômago: Cara, manera aê com o que vai comer. Essa semana foi do cacete. Manda uns vegetais pra dentro, porque as coisas no intestino estão feias.


Primeiro prato (800g): Arroz, feijoada, cupim, picanha, coração de galinha e tomate.

- Estômago: Tá de sacanagem, né? Duas rodelas de tomate? E essas carnes mal-passadas? Pelo menos mastiga direito essa merda !


Segundo prato (550g): Arroz, costela, picanha, alcatra e salada de maionese.

- Estômago: Chega de carne, cara, não cabe mais nada aqui. Lembra daquela úlcera? Tá faltando pouco pra cicatriz abrir. Tu quer cagar com tudo, né ? Manda um pouco de água.

Bebida: Coca-Cola 600ml

- Estômago: Seu imbecil, eu falei um pouco de água.

- Eu: Ué, Coca-Cola tem água. E ainda ajuda a dissolver a carne.

- Estômago: Coca-cola tem o inferno dentro, cacete. Tá arrombando tudo aqui com o suco gástrico.

- Esposa: Amor, com quem você tá falando?
- Eu: Nada, não. Tô pensando alto.

Sobremesa: 300g de pudim.

- Estômago: Eita merda! Cabe mais não. Tá ouvindo?

- Intestino: O que tá acontecendo aí em cima? Que zona é essa?

- Estômago: O cara tá empurrando comida. Agora veio pudim pra dentro. Não sei mais o que fazer.

- Intestino: Vamos mandar direto.
- Estômago: O quê?
- Intestino: É isso aí, operação descarga.

- Estômago: Cara, o cérebro não vai gostar.

- Intestino: Dane-se o cérebro, ele nunca veio aqui em baixo pra saber como são as coisas.

-Estômago: Vamos dar mais uma chance pra ele. Eu acho que ele não vai mais...

Bebida 2: Cafezinho.

-Estômago: Filho de uma puta! Vou explodir.

-Intestino: Operação descarga iniciando. Anda, libera o canal do duodeno que eu já tô conversando com o esfíncter.

-Coração: Que que tá havendo aí embaixo? A adrenalina tá aumentando muito.

-Intestino: Operação descarga.

-Coração: Quem autorizou isso? O cérebro não me mandou nada.

-Estômago: Cague-se aquela geléia! Nem músculo tem.

-Intestino: É isso aê, estrepe-se essa géleia inútil. Vinte segundos pra abrir o esfíncter anal. Quero ver o ânus arder com esse suco gástrico.

-Esposa: Amor, você tá passando bem? Tá suando todo, aonde você vai?

-Eu: Preciso ir ao banheiro, urgente. Paga a conta e me espera no carro.
-Esposa: O que você comeu?

-Eu: Não sei. Acho que foi o tomate.

Desculpem os palavrões, mas sem eles não teria graça. Eu estou quase passando mal só de ler.

Quem mandou foi W. Henrique, que se afastou de churrascarias faz tempo.