TRANSLATOR( BLOG OR POST)

27 de dez de 2006

Peneirando!

Antes dos propósitos para os novos dias, sempre seleciono as lições e alegrias do que ainda está em curso. Não tem graça escrever biografia de um jovem de poucos anos, mas este já está quase na porta de saída, então, a propósito, eis o que ficou na peneira de 2006.



Eu vou lembrar:



-do carinho e presença de meu filho;


- do nascimento de Giovanna, netinha adorável da adorável Lê;


- dos papos mais que deliciosos com Neu, meu amigo do coração;

- da volta de meu grande amigo Waldemar Henrique;

- do nascimento de Laura, netinha de Waldemar Henrique;


- da inocência e amizade da menina- adolescente Bruninha(que eu leio quando o mundo parece sem jeito e quando ele parece com jeito também);

- dos tantos escritos inteligentes, sensíveis, positivos e alegres de tantos e tantos e tantos blogs;

- da chuva que caiu na hora certa;

- dos dias de sol retumbante;

-do susto da ventania quase furacão;


-dos presentes inusitados de aniversário;



- da lição de superação que eu aprendi a ler em Henriquinho, priminho de Laura,



que sem ligar para as dificuldades, joga futebol, sim senhor! e quase derrete o coração do voinho!;


- da sorte que eu tive em não precisar fazer mais uma cirurgia na pança;

- das pessoas que me socorreram, apoiaram e se preocuparam comigo quando adoeci;

- dos banhos de mar;

- das manhãs perfumadas por mais um botão de jasmim que abriu;

- da alma escancarada de Lê;


- da "investigadora" Ângela, que quase virou o Brasil de pernas para o ar para localizar minha ex-colega de faculdade;

- dos novos contatos gaúchos, tchê!;

-do Bruno feliz porque a filha Fernanda passou no vestibular;

-de minha irmã que vendeu para mim um aparelho que não funcionava;

-de todas as flores que ajudei a abrir, adubando, regando, podando, protegendo da chuva, do vento e dos dentes dos gatinhos;


- de amigos e ex-colegas que puseram no olhar e nas palavras a alegria pela amizade e pelo reencontro;


- de todas as manhãs que vi pela janela ao acordar;

- do azul do mar e de sua fúria em dias de ressaca;


- dos passarinhos que cantam no terraço;


- da alegria de viver a cada dia renovada.


E tanto mais...



O ano foi bom para você? Boas lições? Alegrias? Dificuldades?

19 de dez de 2006

Para entrar no clima do Natal

Eu sei. É uma chatice. Todo ano a mesma coisa. Perdeu-se o sentido da data, o mundo anda uma coisa muito confusa. Mas...Chame a criança que está escondida aí dentro de você e clique, clique, clique, clique... arraste, arraste, arraste.

Se a criança for ranheta e não quiser aparecer, mande para alguma criança que esteja mais animadinha.

Experimente esta

Depois esta

Quem sabe esta?

Ou esta?


Se sobrar um tempinho e gostar da brincadeira ainda tem isto!

Dicas: Waldemar Henrique

14 de dez de 2006

Não adianta invejar! Tem que nascer virado para a lua!


Mensagem recebida de Neu, de Curitiba:

Quarta feira, dia 6/12/2003, desço do cata-polaco na Praça Tiradentes, com frio e garoa fina (durante o dia chegou a 28 graus em Curitiba). Paro na banca, compro o Jornal da Tarde, de São Paulo. Sem guarda-chuva e somente com minha velha capa de nylon, desço apressado pela rua Cândido Lopes, em direção ao escritório.

Ao passar em frente ao Hotel Bourboun (o do Lula e das grandes estrelas, percebo um grande ônibus de turismo, 4 eixos e dois andares,estacionado em frente, porém sem qualquer burburinho de turistas ou hóspedes do hotel.

Tenho a mania de reparar nos ônibus de turismo, placas, de onde vêm, tipo dos passageiros e outras manias bobas no assunto. O nome da empresa no ônibus era estranho e foi a primeira vez que vi um por aqui: BBKING SHOW.

Ao passar exatamente em frente à porta principal do hotel, eis que um funcionário, pára em minha frente e num ato de desviar da pessoa, desvio para a direita, em direção à porta e dou uma trombada com um brutamontes de um negão, com mais ou menos uns 120 quilos, todo agasalhado, inclusive com um sobretudo escuro. Um criolão sorridente, olhando para trás e acenando para os funcionários e pessoas que estavam no saguão do hotel.

No encontro involuntário dos corpos, o brutamontes me abraçou, ainda sorridente, falando em espanhol : "Escusa-me, mister" e fez questão de apertar-me como se fosse um velho conhecido.Na pressa falei alguma coisa, me desculpando também e segui calçada abaixo com a garoa fina na cabeça.

SANTA IGNORÂNCIA! Ao chegar ao escritório, folheio o Jornal da Tarde, somente para ler as manchetes e na última página lá estava um histórico do grande músico B.B. King, Rei do Blues, em sua temporada única no Brasil e na América do Sul,fazendo sua despedida dos palcos.

Curitiba foi escolhida como uma das cinco cidades para apresentação de B.B. King, que havia se apresentado na noite anterior no Teatro Guaíra, com ingressos variando de R$ 350,00 a R$ 800,00 per capita e eu ganhei um grande e fraternal abraço, gratuitamente, coisa a que nem o mais vip dos presentes no Guaíra teve direito.


Site oficial do gênio: clique aqui (Aconselho acessar com som ligado.)


Para quem quer saber mais sobre ele(e foi de onde veio a foto): tem tudo aqui
Esquisitos de plantão que por acaso planem por aqui: qualquer menção à cor do gênio foi usada sem qualquer ofensa, apenas para dar idéia do tamanho e da impressão que a figura toda de preto causou em meu amigo.

13 de dez de 2006

Mel, canela e muita saúde!


A gente pensa que já sabe muita coisa sobre ele, mas sempre aparece mais uma utilidade desse verdadeiro tesouro produzido pelas abelhas. Recentemente, descobri que mel é um excelente cicatrizante de ferimentos, queimaduras e cortes de qualquer tipo, inclusive de cortes cirúrgicos!

Além da máscara esfoliante, hidratante e nutritiva, receitada por Susana no comentário do penúltimo post, tem uma lista de maravilhas que podem ser feitas com mel, que veio de um doce amigo e que repasso abaixo, quase integralmente(com algumas correções).

É preciso cuidado na hora de comprar mel. Verificar sua origem e composição é indispensável, para não acabar levando água fervida com açúcar e limão, muitas vezes encontrada nas barraquinhas de vendedores ambulantes e até em mercados.

Não vou perder a chance de falar bem dos que são produzidos aqui em Santa Catarina. São maravilhosos! E por mais caro que possa parecer, o mel , por tudo o que pode ser feito com ele, é uma pechincha!

Tem um vidro com um restinho de mel, já açucarado, esquecido lá no fundo da prateleira? Use. Mel não tem vencimento. Para recuperar a forma líquida é só aquecer em banho-maria, lentamente. Jamais em microondas! Se a quantidade de mel for pequena, basta colocar a vasilha dentro de uma outra com água quente e aguardar alguns minutos. Para que o mel não açucare guarde fora da geladeira e longe de muita claridade.

Vamos às mil e uma utilidades, informações e novidades!

-A mistura de mel e canela cura muitas doenças.
-O mel é produzido em quase todos os países do mundo.
-Apesar de ser doce, a ciência demonstrou que, tomado em doses normais como medicamento, o mel não faz mal aos diabéticos.

A revista "Weekly World New" do Canadá, na sua edição de 17 deJaneiro de 1995, publicou uma lista das doenças que são curadas pelo mel misturado com canela.

DOENÇAS DO CORAÇÃO

Faça uma pasta de mel com canela. Coloque no pão e coma regularmente no café da manhã no lugar da geléia. Reduz o colesterol nas artérias e previne problemas no coração. Também previne novos infartos. O uso regular deste processo diminui a falta de ar e fortalece as batidas do coração.

Nos Estados Unidos e Canadá, utiliza-se essa pasta continuamente nos asilos. Descobriu-se que o mel com canela revitaliza as artérias e veias dos pacientes idosos e as limpa.

PICADAS DE INSETOS

Misture uma colherzinha de mel, duas colherzinhas de água morna e uma colherzinha de canela em pó.Faça uma pasta com os ingredientes e esfregue-a suavemente sobre a picada. A dor e a coceira irão desaparecer em um ou dois minutos.

ARTRITE

Misturar uma xícara de água quente com duas colheradas de mel e uma colherzinha de canela em pó. Beber uma de manhã e uma de noite. Se tomar com freqüência pode até curar a artrite crônica.

PERDA DE CABELO

Os que sofrem de calvície ou estão perdendo o cabelo, podem aplicar uma pasta de azeite de oliva o mais quente que resistirem, uma colherada de mel e uma colherzinha de canela em pó no couro cabeludo. Deixar por 15 minutos antes de lavar. Foi comprovado que é eficiente mesmo para quem deixar a pasta na sua cabeça por somente 5 minutos.

(Como eu acredito nos benefícios do mel , mas não perco a chance de uma ironia, fico imaginando o sujeito emplastrado com essa mistura correndo das moscas, loucas pelo mel! Então sugiro que se quiser tentar, depois de aplicar envolva a cabeça num saco plástico ou numa touca de banho.)

INFECÇÕES DE RINS

Um copo de água morna misturada com duas colheradas de canela em pó e uma colherada de mel, mata os agentes da infecção nos rins.Tomar duas vezes por dia. até que a infecção acabe.


DOR DE DENTES

Fazer uma pasta com uma colherzinha de canela e cinco colherzinhas de mel e aplicar no dente que está doendo, repita pelo menos 3 vezes ao dia.

COLESTEROL

Duas colheradas de mel com três colherzinhas de canela misturados em meio litro de água. Deve-se tomar 3 vezes ao dia. Isto reduz o colesterol em 10% em 2 horas. Tomado diariamente controla os níveis do mau colesterol.


RESFRIADOS

Para curar completamente sinusites, tosse crônica e resfriados comuns ou severos, misturar uma colherada de mel morna com 1/4 de colher de canela em pó e tomar com freqüência.

A mistura de mel com canela também alivia os gases no estômago, fortalece o sistema imunológico e alivia a indigestão.

VELHICE

Misture 4 colheradas de mel, uma colherada de canela e três xícaras de água bem quente. Beba 1/4 de xícara, três ou quatro vezes ao dia. Mantém a pele fresca e suave e diminui os desconfortos da idade avançada. Beber este chá prolonga a vida e promove bem estar.


DOR DE GARGANTA

Tome de quatro em quatro horas uma colherada de mel misturada com meia colher de Vinagre De Sidra.


PARA PERDER PESO E COMO LAXANTE SUAVE

Misture numa xícara de áqua bem quente, uma colher de mel e uma colherzinha de canela e beba à noite antes de dormir e meia hora antes do desjejum.


Observações muitíssimo importantes:

-Esta é uma lista sugerida de benefícios do mel e não uma lista de recomendações médicas. Quem precisa de atenção de médico ou de dentista deve procurar esses profissionais e confirmar a possibilidade de seu uso durante qualquer tratamento.

-Crianças até um ano de idade não devem comer mel, sob risco de terem reações que podem levar a óbito. Só deve ser usado mel na alimentação infantil, depois de consultar um pediatra.

- Depois de misturado com água o mel pode fermentar. Melhor preparar só a porção que vai ser consumida no mesmo dia.

- Mesmo que algumas sugestões pareçam estranhas (e até engraçadas) use mel de vez em quando, nem que seja só para adoçar a vida!

Foto: copiada deste site

11 de dez de 2006

Todo dia é dia de índio!

Era sete de setembro. Alguém havia desfilado de tanga e penacho. A menina, perto da mãe que era professora, se encantou com aquela leveza, aquele movimento de penas, braços e pernas e pinturas no rosto, que viu enquanto os caras-pálidas guardavam suas fantasias nos armários e voltavam a ser alunos. E teimou tanto, pediu tanto, fez bico e tanto chorou, que convenceu a mãe a achar uma fantasia daquela que lhe servisse.


Cara de bugra ela já tinha, nariz arrebitado que lhe valera o apelido desde o berço(que um dia ela gostou e hoje abomina). Depois daquela destemperança de menina de quatro anos, melhor aproveitar o fotógrafo e clicar a cena. Montar a cavalo nem pensar! Então alguém com uma imaginação além das nuvens, resolve montar a cena nos verdes que ficavam em frente à escola e registrar a façanha em preto e branco.

E assim, em 1958, uma menina descendente de italianos, tirou a blusa, vestiu a fantasia e virou índia. Como ela se sentiu antes de se saber gente. Que preserva na sua essência, nos verdes que planta, nos chás que toma, no cuidado com a vida, no carinho com animais, na liberdade que defende com unhas e dentes(e flechas, se necessário), na vida ao ar livre, na aversão a roupas e calçados que lhe tolham os movimentos. Mesmo quando se fantasia de alguma moda de salto alto e meia preta por gosto ou obrigação.


E vários anos depois, não por coincidência e sem qualquer planejamento, aparece um traje em um cor-de-rosa jamais imaginado por qualquer índio e ela nem pensa duas vezes. Traça uns riscos esquisitos no rosto e pula e dança a noite toda! Até hoje jura que não era fantasia.


(Eu lembro daquela manhã com detalhes riquíssimos. Das conversas das outras professoras sobre meu desejo de vestir(?) aquela fantasia, do ruído dos alunos trocando de roupa, de pequenos toques de tambores enquanto eram recolhidos, de pessoas me arrumando entre as folhas e galhos, de alguém pedindo para olhar para frente, levantar o queixo, baixar o olhar. Depois meu choro querendo ficar com a roupa. Não é minha primeira lembrança da vida, mas é uma das mais gostosas. Já a noite de carnaval traz lembranças descartáveis e sem a menor importância.)

2 de dez de 2006

Dan Palatnik


Recebi, há poucos dias, um arquivo com desenhos de carros antigos. Coisa de profissional! Alguns que eu só conheço por fotografias, outros cheguei a ver nas ruas. Mas que desenhos!

Decidi explorar o site que aparecia na telinha. Ele vai além, muito além de carros antigos.

Não sei de vocês, mas eu adoro descobrir esses brasileiros cheios de talento.

Clique aqui , escolha por onde começar. Clique e esqueça o relógio!
Aqui respeitamos propriedade alheia.Todos os desenhos são protegidos por direitos autorais, então, nada de fotos hoje!

1 de dez de 2006

"Nossas roupas assim, dependuradas,..."

Eu já andava pela casa cantando: Pedi pra chuvê, mas chuvê di mansinho e não pra caí toda chuva qui há!

Mal deu tempo da mais tênue nuvem azul aparecer, depois de cinco dias de água, que a cidade inteira fez oferendas à deusa da lavanderia.

E haja varal, cadeira, cabide, mesa, tudo enfeitadinho de roupa. O chão também se aproveita. Tapetes salvos do mofo e um gato feliz, bagunçando seus panos.




Ele deve saber que tem que aproveitar enquando dura, porque o bem-te-vi insiste em fazer cantoria e isso quer dizer mais dias de janelas e portas fechadas.

Como o tempo cinzento afeta você? Muda seu humor?