TRANSLATOR( BLOG OR POST)

27 de nov de 2006

Programa de domingo encharcado(ou, onde é que eu vou me esconder disto?)

Essa porqueira chegou na TV!

Quando comecei a assistir, pensei que tivessem esquecido que deveria ser legenda em português. Que eu havia selecionado o idioma errado. Fosse em sueco e eu estaria perdida e perderia um filme até bonzinho. Mas, que nada! É um tal de cyber movie. Repare na carinha de deboche no canto superior direito!

Um sacrifíco para ver o filme até o final. Um cansaço!


Pode ser modernidade, o caramba! Para mim isso é língua de tolo, para não dizer coisa pior. Eu acompanho a vida e novidades, mas nem tratador de gansos da França me convence a usar isso. Vá lá um "vc" de vez em quando, ou um "tb".
Alguém está me devendo 750 miligramas de paracetamol, que eu vi o filme e de brinde levei uma dor de cabeça seleta por conta dessa língua prtgs hrrvl.

Oh, ao fundo vê-se o fogão, sim, e o sinal do flash, que eu nem iria perder tempo editando a foto de um besteirol desses.

24 de nov de 2006

Liquidando a fatura!

Nóis fingimu qui fumo, mas vortemo.

Fechando a matéria com dicas sobre uso do sal.



SAL PARA GOURMETS

- Se você colocou sal demais na sopa, recupere-a, colocando fatias de 1 ou 2 batatas para absorver o excesso (depois é só retirar as batatas e usá-las para outra finalidade).

-Esfregue a grelha com um pequeno saco de pano cheio de sal para evitar que fique grudando e
queimando. Use o mesmo artifício quando fritar peixe, borrifando antes a grelha com um pouco de sal.

LIMPANDO TUDO EM VOLTA

-Para tirar o cheiro e evitar que o cano da pia da cozinha fique entupido pela gordura, use uma salmoura concentrada.
-Esfregue as tábuas de pão e de cortar, não pintadas, com um pano embebido em sal, depois de terem sido lavadas com sabão e água; elas parecerão mais novas.
-As vassouras novas se conservam mais, se mergulhadas em água salgada quente. E você pode dar vida nova às esponjas, colocando-as em água fria salgada, após serem usadas.
BANHEIRO TRATAMENTO DE BELEZA
-Muitas pessoas famosas usam sal com óleo de oliva, como estimulante facial. Misturados em forma de pasta, a fricção do sal e a lubrificação do óleo dão um novo tom à pele cansada, ou bronzeada em excesso.
BANHOS DE SAL

-Para ajudar a relaxar a tensão, massageie a pele úmida com sal antes do banho. É claro, pés cansados sempre respondem bem a um banho quente de água e sal.
TRATAMENTO COM SAL

-Um gargarejo com água e sal muitas vezes alivia irritações da garganta e da boca.
-E o seu dentista, provavelmente, irá lhe ensinar a usar partes iguais de sal e bicarbonato de sódio para limpar os dentes e conservar suas gengivas saudáveis. A mesma mistura perfuma o hálito também.
-Imite a natureza fabricando lágrimas: 1/2 colher de chá de sal em 1/2 litro de água é um bom colírio, que alivia tensões e descansa os olhos.
REALÇANTE DE CORES

Antigamente, era comum as donas-de-casa lavarem chita com água e sal para fixar a cor. Hoje as cores dos tecidos já vêm fixadas, podendo os mesmos irem para a máquina de lavar sem problemas. Entretanto, o sal torna mais claras as cortinas laváveis e os tapetes de fibra.
OUTROS AUXÍLIOS PARA A LAVAGEM DE ROUPAS

-Retire as manchas de suor das roupas, colocando-as de molho em água com sal antes de lavá-las (4 colheres de sopa em 1 litro de água).
-Clareie os tecidos de algodão ou linho amarelecido, fervendo-os por 1 hora em solução de sal e bicarbonato de sódio. Outro segredo: em climas muitos frios, as roupas não irão congelar no varal, se você acrescentar um pouco de sal na última enxaguada.
-Tire as manchas de roupas (inclusive as manchas de sangue), colocando-as de molho em água fria com sal; lave com água morna, depois coloque-as em água com sabão e ferva após a lavagem. Precaução: Proceda assim somente com tecidos de algodão, linho ou outros que possam receber calor alto.
MÁGICA-MOFO

-Quando as roupas ou os artigos de casa mofarem, molhe os locais manchados com uma mistura de suco de limão e sal, e depois estenda-os ao sol, no varal, para um descoramento natural. Complete o tratamento com uma lavagem completa e secagem
QUINTAL CUIDADOS COM ANIMAIS DE ESTIMAÇÃO

As pulgas gostam tão pouco de sal quanto os animais de estimação gostam das pulgas. De vez em quando uma boa borrifada na casa do cachorro ajuda a afastar as pulgas.
LIMPEZA DE BRONZE

Maçanetas e outras peças de bronze adquirem novo brilho quando esfregadas com uma pasta de sal, obtida misturando-se partes iguais de sal, farinha de trigo e vinagre. Deixe por 1 hora ou mais e depois limpe com um pano macio ou uma escova para dar o polimento final. Para peças de cobre, proceda da mesma maneira.
PÁRA-BRISA DE CARROS

Esfregue um pouco de sal umedecido na parte externa do pára-brisa de seu carro para evitar aderência do gelo, da neve ou geada.
PASSAGENS E CAMINHOS
-No inverno, espalhe sal nas passagens e caminhos, para evitar o endurecimento do gelo e da neve.

-Para derreter o gelo e a neve, espalhe sal na calçada, na base de 270 gramas por metro quadrado."Zombe" de seus vizinhos espalhando sal assim que a neve começar a cair; ao amanhecer, sua calçada será a única limpa nas redondezas (isto se não nevar mais do que 7,5 cm).
SORO CASEIRO

-Para crianças que apresentam sintomas de vômitos e diarréias: adicionar 1 pitada de sal e 1 punhado de açúcar, ou então, 2 colheres de sopa de açúcar e 1 colher de café de sal, a 1 litro de água filtrada fervida. Dar para a criança pequenas doses de 1/2 em 1/2 hora. O soro caseiro deve ter o gosto da lágrima.
REFERÊNCIAS: Indústria de Processos Químicos
R. Norris Shreve
Joseph A. Brink Jr.
Sodium Chloride
The Production and Properties of Salt and Brine
Dale W. Kaufmann
Revista Superinteressante Nº 07 Origem do Sal

13 de nov de 2006

Aluga-se(um dia desses)



Ela tem uma relação de cheques já despachados, por ordem de data e vai riscando, cada vez que um deles aparece no extrato.

-Mãe do céu! Que isso não acaba mais!

Aos poucos, com o benefício da greve dos bancários, eles vão aparecendo. O orçamento já passou a ponte faz tempo!

E ela a fazer contas. E a comprar. Que faltou veda-rosca, senhora. Depois um adaptador de cano, silicone, mais cimento, mais argamassa, mais um não-sei-quê que ela nunca ouviu falar. E tudo na ponta do lápis, pagando a mão-de-obra conforme estabeleceu no contrato, que a revista recomendou e ela seguiu à risca- o que é uma maravilha, porque quando enxergam o papel eles arregalam os olhos e vão seguindo as letras com o dedo, pra não se colocar em enrascada.

Mas que seja tudo pela grandeza dessa obra adiada por mais de vinte anos. Que começou em agosto deste ano e só Deus sabe quando irá terminar. Porque ela não se rende ao primeiro orçamento do pintor, que é o azulejista goiano. Que enlouqueceu. Onde já se viu cobrar mais pela pintura que para derrubar paredes e encher tudo de reboco, azulejos e piso? E ela sem almoço até 3 horas da tarde.

Depois de gastar a última folha de cheque comprando tintas na loja do amigo (que deu orientações valiosas, desconto e entregou em casa sem cobrar frete), tem que mexer no orçamento com cuidado. E está ficando tão bonitinho que vender já está quase sumindo dos planos(para alguma coisa serve ver tanto programa de decoração na TV!).

Primeiro é preciso alugar para recuperar todo esse desgaste e gasto, sejamos razoáveis.
(Pensando melhor, tem um pátio seguro, gostoso, piscina, jardim, a vinte minutos de qualquer praia, que quase a faz pensar em...deixa prá lá. Tem que alugar mesmo!)

Ela, que sempre viveu a vida e não o dinheiro, sorri e (se) espanta (com)esses pensamentos tão materialistas. Dia desses encheu os olhos d'água, lembrando do tempo em que precisava de amigos para trocar cheques ir levando a vida até o final do mês. No tempo em que um empréstimo na "caixinha" cobria o outro, que era o jeito de pagar o colégio do filho.

Só pobre chora de alegria. Já viu rico chorar de alegria?

Eles lá brigando para saber se será de 5% ou de 16% o aumento e ela na fila do caixa, depois de escolher fechaduras, espelhos de tomada, lâmpada. E o rapazinho se desdobrando, solícito, gentil, ansioso, como só são os que estão começando a trabalhar e gostam do que fazem. Confere duas vezes, sorri da brincadeira da senhora que pergunta tudo, que quer ver a marca, a caixa, os componentes. Menino atento, mostrando o suor da preocupação nos primeiros sinais de bigode. Segurando a cestinha. A senhora não lembrou de mais nada que precise? Preciso caprichar, que ainda sou estagiário. Se estiver muito pesado para senhora eu posso levar até o carro, não se preocupe! (Paulo Henrique, guardem este nome, na loja Milium.)

A primeira quadra foi fácil. Depois de virar a esquina os ombros já reclamavam. Mas que m...! Por que não pediu pro garoto ir com ela? E a sacola maior escorrega. A bolsa quase cai do ombro. O rapaz estende a propaganda e sorri quando vê que não ela não tem uma terceira mão. E bufa! Cristo! Ainda tem a escadaria para enfrentar. O casal passa. A mulher, quase-menina, carrega um bebê dormindo. Cor-de-rosa. O pai percebe o olhar e sorri orgulhoso! Quanta coisa a gente deixa escapar enquanto caminha por aí! Mais uma quadra e quando o estacionamento já parece um oásis, ela bufa e se rende ao manobrista:
-Quem precisa de academia depois disto?

11 de nov de 2006

Só idiotas não falam dele

Sim. Foi-se o tempo em que falar do clima, do tempo e suas mudanças era coisa de gente sem assunto. Hoje quem não cuida do que acontece a sua volta, acima de sua cabeça e embaixo de seus pés é um consumado alienado, tolo e sem noção de seu futuro.

Eu lembro do tempo em que ser " ecológico" e defender a natureza era visto como coisa de gente maluca e chata.

E esta agora? Geada em novembro? Quatro graus em novembro? Aqui no paraíso chegamos a dez graus . Ondas de dois e três metros de altura, ressaca muito forte e ventos de um ciclone mais que assustador.

Eu só não fotografo fantasma e de minha janela treino muitos cliques. Há três semanas, olha o que eu captei com minha maquineta sem zoom.

Ceu negro de assustar e lá no horizonte, abaixo daquela faixa amarela, não são montanhas, não! Aquilo são nuvens do temporal que chegava e enrabichando pelo menos cinco canudos de pequenos furacões, redemoinhos, ou seja lá o que for.

O mesmo local, apenas cinco minutos depois. E eu torcendo por um vento terral que mandasse aqueles monstrinhos embora. Veio a chuva e os monstrinhos deitaram no mar. Ufa!


Compare a mesma paisagem com um dia azul.

7 de nov de 2006

Fazendo Arte



Coisas que eu vi no muro da escola infantil do bairro onde moro. O tema é mais que óbvio. As crianças retratam o mundo que as rodeia.

Eu acho fantástico que as crianças decorem muros das escolas. De vez em quando eu topo com arte que não deve nada a alguns famosos.

Enquanto as crianças mostram arte, os adultos "fazem arte" e dão maus exemplos.
O motorista que derrubou parte do muro talvez não tenha ido à aula na semana em que se ensinou a palavra respeito.

Possivelmente tenha sido um pai ou uma mãe que reclama de tudo, da deficiência das escolas brasileiras, da falta de verba, do valor dos impostos, da safadeza alheia...

Que exemplo para essas crianças!Tomara que o bicho-papão te pegue!


3 de nov de 2006

Série: Dicas de Tia Clara


Você está cansada/o de escolher muito bem uma carne, que tem certeza de que é macia, e quando prepara vira uma sola de sapato e apesar da boa escolha fica ressecada, sem graça? Ou, o que parece ainda pior, a chapa ou frigideira enchem de água e um bife que deveria ser tostado se transforma em um bife encharcado?

Experimente isto:

1. Tire a carne da geladeira, pelo menos 15 minutos antes de colocar na frigideira.

2. Para o bife não "aguar", a frigideira tem que estar bem quente. Se você vai preparar mais de um bife, espere até a frigideira voltar a ficar bem quente para colocar o próximo bife.

2. Mesmo que você goste do bife bem passado, não exagere o tempo de cozimento, ou não tem jeito. Ele vai virar sola de sapato.

3. O tempo de cozimento varia conforme a espessura do bife. Mas dá prá ter uma idéia de como anda a coisa sem recortar a carne.

Para um bife de 2 cm de espessura: Para carne mal passada, bastam 2 minutos de cada lado. Para bife ao ponto 3 minutos. Bem passada? Em 4 minutos deve estar boa.

Para quem sabe um pouco mais, é só apalpar com o dedo indicador. Quanto mais dura, mais passado. Para bife mal passado a carne tem que ter a resistência da área que fica na palma da mão, abaixo do dedão(monte de vênus). Para bife ao ponto, tem que ter a resistência da ponta do nariz. Boa essa, não? Disfarça e apalpa agora!

4. Quando a carne é assada, não importa se na chapa, na frigideira, no forno ou na churrasqueira, os sucos se deslocam para as extremidades. Portanto, depois de preparar(cozinhar) a carne deve ficar fora do calor, descansando, pelo menos 2 minutos, para que os sucos retornem ao centro e a carne fique suculenta. (O que os churrasqueiros acharam desta?)

Então, depois de retirar o bife da frigideira, coloque-o no prato, mas não corte logo. Sirva-se do arroz ou de outros complementos, enquanto isto a carne vai se melhorando. Vale também para carnes assadas inteiras e que são servidas fatiadas.

Entendeu agora por que o prato onde são colocados os bifes prontos ficam com aquela caldinha irresistível e o seu bife fica seco?

5. Para ajudar o bife a se manter macio, ele deve ser salgado somente depois de assado. Isto vale para frigideira, grelha e chapa também. Coloque todas as ervas e demais temperos, se quiser, mas só coloque o sal depois de concluir o cozimento.

6. Para carnes preparadas na grelha, coloque o óleo na carne, não na grelha. Assim sua cozinha não enche de fumaça.

7. Se apesar dessas dicas a carne ficou dura, talvez o boi tenha sido de canga. Aí, não tem jeito!Pegue os bifes, encha uma panela com água e legumes e faça sopa! A carne vai ficar macia, com certeza!

8. Não há dica que salve um bife cortado no sentido errado da carne.

Foto de carne mal passada: de Argentina, por supuesto! Visite o site. Tem dicas muito boas para turistas, mesmo que virtuais.