TRANSLATOR( BLOG OR POST)

23 de fev de 2006

"Foi um rio que passou em minha vida..."

Eu sei dizer no pé e já sambei até raiar o dia. Já fui a bailes com meus pais, quando era criança e ainda se borrifava lança-perfumes, inocentemente, na cara de todo mundo. Já fiquei, quando adolescente, com as pernas terrivelmente doloridas, depois de fazer uns 7645 quilômetros pela pista do salão, lá na terra onde eu nasci e que tinha fama de ter o melhor carnaval da região- gente animada, mulheres bonitas. Acho que ainda sei tremelicar feito Elza Soares, sim senhor! Já assisti os garçons virando as cadeiras sobre as mesas, enquanto o papo rolava solto depois do baile de fantasias- um cansaço só! Já saí atrás de trio elétrico. Já dormi na praia, de cara prô sol depois de três noites de folia, no tempo que isso significava ver blocos de sujos na Felipe Schmidt; na sexta feira ir prô baile de gala, com direito a aparecer na TV- um luxo!. Já fui fotografar na Joaquina, depois de um baile de gala. Nos outros dias, era a vez de entrar em todos os clubes, com carteirinha emprestada(a maquilagem justificava a diferença da foto) e sambar até os músicos desistirem de tocar a última, pela vigésima vez. Já desafiei um carioca para sambar comigo, abri roda no meio de um baile lá no fim do mundo(uma paróquia que ficou escandalizada com a moça vestida de amarelo com bolinhas, com certeza). Detalhe: o Negão* correu da parada depois de transpirar perigosamente. Isso que era jogador de futebol. É, eu era energia só.

Mas, como diz João Bosco"... faz muito tempo!". Bota tempo nisto. Hoje(na verdade há vários anos) eu nem saio de casa com medo de assalto, ou que roubem as calotas do carro, ou de pura preguiça de procurar estacionamento.

Os blocos de sujos viraram baile de gays, de transformistas, um espetáculo de silicone e lantejoulas, com direito a rainha e tudo. Aqueles bonitões que se vestiam de mulher e depois sussurravam obscenidades e galanteios nos ouvidos das mulheres, agora passam a mão na bunda de adolescentes, descaradamente, quando não avançam mais ainda. Mesmo aqueles gays, seus amigos, que faziam elogios invejosos, sumiram ou morreram de overdose.

Oh, sim, e eu já fui até ver o desfile de escolas de samba, a Orchestra Philarmônica Desterrense(será que o nome era este, Paíque?) - a única filarmônica em que ninguém sabia tocar nada e que era formada por figurões da cidade, disfarçados assim meio que de Charles Chaplin, uma graça!) e carros alegóricos, uma especialidade de Florianópolis. Cada carro entra na avenida e abre, fecha, ergue plataformas, depois joga talco, esguicha fumaça, acende luzes. Uma coisa de louco, de uma ingenuidade de dar dó, com mocinhas que sobem com as plataformas e acenam, incansavelmente, como robôs. Prá ver isso, cheguei a ficar quase 8 horas sentada numa arquibancada de cimento. Grávida. Bufando. Querendo ir embora. E a turma apelando: tem que ver o próximo! Jurei nunca mais ver e nunca mais vi.

Já fiquei acordada a noite toda só prá ver todas as escolas do Rio desfilarem. Eram só aquelas grandonas, importantes. Fosse hoje ficaria três dias de olhos arregalados.

Eu sou assim. Provo de tudo até me saturar. E saturou. Hoje, como disse o Pinto lá no blog dele : vou passar o carnaval onde não tenha carnaval. Aqui em casa. E só quero ouvir falar desse assunto quando anunciarem as campeãs daqui e de lá. E que sejam a Protegidos da Princesa e a Portela!

Os que se salvaram das enxurradas de São Paulo e outras bandas já estão começando a dar sinal de vida no prédio, mas "este ano não vai ser igual àquele que passou". Se fizerem barulho às três da matina, subo nas tamancas e solto o verbo! Isso se eu não soltar um jarro d'água, que é prá não ser muito radical.

Até quarta-feira!


Essa foto belíssima é de Pablo Rodrigo De Marco, o filhão.

* Negão era como ele pedia para ser chamado, o que o fazia destacar-se numa comunidade de italianos( antes que me apareça um esquisito de plantão).


Update: Um dos componentes da Philarmônica, que, para manter a tradição, não pode ser identificado, aponta um errinho no nome. Assim, será para sempre: Orchestra Philarmônica Destherrense.

21 de fev de 2006

Deus nos Acuda!

A mão parou com a colher de iogurte a caminho da boca. Os olhos arregalaram. Ela girou a cabeça em direção ao som, mas foi preciso ir até onde estava a televisão e olhar aquele rapaz bonito, que dava notícias em espanhol sobre explosões, nascimento de pandas, tragédias, gols, para acreditar na terrível novidade.

É bem verdade que sempre haveria de dar um desconto para as tragédias anunciadas na telinha, mas ela antevia discursos presidenciais para acalmar o povo(ano de eleições em quase toda a América Lat(r)ina). Alguém teria de garantir o fornecimento sem interrupção. Distribuir verbas que garantissem que glebas de terrra estariam à disposição de todos. As plantações de soja não seriam mais prioritárias, com certeza!

Os chineses? Então não bastava que tivessem a maior população do mundo a ameaçar com artefatos nucleares? Não era suficiente que consumissem animais selvagens para garantir virilidade? Não bastava que matassem tigres e porcos, cavalos e cachorros para o jantar?

Café interrompido, ela aguardou a repetição do noticiário, trocou de estação, quis a certeza de que era a mais pura verdade. Conferiu seu estoque e, por via das dúvidas, antes que aparecesse alguém a confiscar o que lhe restava, escondeu todos atrás dos legumes, na última prateleira da geladeira.

Chegou a pensar que aí estaria uma grande oportunidade para um negócio(ela quase pensou"da China", mas ainda estava furiosa com aqueles de olhos puxados). Bastaria financiar um grande terreno e mudas escolhidas. Mas teria que ser a partir da Bahia e isto implicaria mudar de malas e cuia. Que fosse! Afinal, tino comercial e organização não lhe faltavam. Dureza seria agüentar aquele falar cantado, mas para evitar uma guerra ela seria capaz de abdicar de seu paraíso.

Que ironia!- ela pensou. Todos imaginando que a grande preocupação da humanidade seria com o fornecimento de petróleo e de água e agora a verdade, enfim, revelada.

A falta de repercussão imediata da notícia ela atribuiu àquela explosão no México e ao deslizamento de terra nas Filipinas(pobres pobres!).

Depois de almoçar, ela alcançou um dos que estavam escondidos e saboreou de olhos fechados, minusculamente, e não enchendo a boca como sempre fazia. Para que o prazer se prolongasse. Dali para frente ela seria mais econômica, só por garantia.

Achou melhor alertar seus amigos virtuais e reais para a desgraça. Sentou e escreveu sobre a ameaça, mas viu que não tinha sido clara(sim, ela era Clara, mas só para alguns).

Quem sabe algum empresário inteligente e viciado lesse seu texto, hein? Ela teria que ser honesta e esclarecer que a planta demora cinco anos para dar frutos e que aqui no sul não dá pé(nem planta) e que é urgente começar a plantação, antes que Bush resolva invadir as que existem na Bahia e bandas próximas. Se esse cara ficar sem será o fim dos tempos!

A Suíça deu o alerta: os chineses estão consumindo chocolate demais! Os estoques estão perigosamente pequenos!

Cá eu-aqui, vou fazer um estoque, que é prá garantir a barganha no futuro próximo. Imagine essa matilha de chocólatras, o que não faria por uma mordidinha numa barra de chocolate ao leite, ou por um bombom com nozes, ao licor, hummm...trufas, pudins, mousses!

Que CDB, LDB, ações, canivete suíço, que nada! Daqui por diante a melhor aplicação serão estoques de chocolate. Se para corresponder a um orgasmo é necessário comer mais de trezentos quilos, imagine a procura.

O que vai ter de desesperado babando pelas ruas, esmolando, espiando pelas janelas, atrás daquele fondue, daqueles cookies, de um chocolate fumengante, daqueles bombons com licor, de uma marta rocha. Psiquiatras e psicólogos ficarão trilionários. Laboratórios se esforçarão(esforçar-se-ão ficou pedante) para produzir chocolate genérico e artificial. Dopamina e serotonina serão distribuídas nas esquinas para garantir a paz. Remédio contra insônia será colocado nas embalagens de leite infantil. Pílulas de antidepressivos serão servidas com pão.

O mundo nunca mais será o mesmo!

Você não tá nem aí prá chocolate? Então faz um estoque e manda prá mim, ué!

(Fotos públicas da internet)

20 de fev de 2006

Infames e esterilizadas

FRASES LÓGICAS (e profundas!)

"A minha esposa tem um bom físico." (Albert Einstein)

"Nunca pude estudar Direito." (O Corcunda de Notre Dame)

"Sempre quis ser o primeiro." (João Paulo II) "

"O automóvel nunca substituirá o cavalo." (A égua)

"Disseram-me para jogar junto à linha branca." (Diego Maradona)

"Tenho um nó na garganta." (Tiradentes) "

"Gosto da humanidade." (Canibal)

"Chega de humor negro!" (Ku Klux Klan)

"És a única mulher da minha vida." (Adão)

"Levantarei os caídos e oprimirei os grandes." (O Sutiã)

"O evento foi um verdadeiro estouro." (Bin Laden)


Esperava mais, depois dessas férias forçadas e numa segunda-feira?

Recebi por e-mail. Os autores que se degladiem, que eu não tenho nada com isso.

Aumente a lista, se isto lhe agrada.

7 de fev de 2006

Traduzindo miados e latidos

Os Dez Pedidos de seu Animal de Estimação






1. Minha vida deve durar de dez a quinze anos. Qualquer separação de você será muito dolorosa para mim.


2.Dê-me algum tempo para entender o que você quer de mim.

3. Tenha confiança em mim- é fundamental para meu bem-estar.


4. Não fique zangado comigo por muito tempo e não me prenda em nenhum lugar como punição. Você tem o seu trabalho, os seus amigos e as suas diversões. Eu só tenho você...

5. Fale comigo de vez em quando. Mesmo que eu não entenda as suas palavras eu compreendo muito bem sua voz e sinto o que você está dizendo.

6.Esteja certo de que, seja como for que você me trate, isso ficará gravado em mim para sempre.

7. Antes de me bater, lembre-se de que eu tenho dentes que poderiam feri-lo seriamente, mas que eu nunca vou usar isso contra você.

8.Antes de me censurar por ser preguiçoso ou teimoso, pergunte se não há alguma coisa me incomodando. Talvez eu não esteja me alimentando bem. Pode ser que eu esteja resfriado. Ou seja apenas meu coração que está ficando velho e cansado.

9. Cuide bem de mim quando eu ficar velho. Você também vai ficar.

10. Não se afaste de mim nos meus momentos difíceis ou dolorosos. Nunca diga "prefiro não ver" ou " faça quando eu não estiver presente". Tudo é mais fácil para mim com você ao meu lado.






Fotos de meus miaus fotografados por mim.
Texto original "Os dez Mandamentos dos Animais", de Luana Rodrigues

6 de fev de 2006

Segredinhos de Tia Clara

Coisas que eu aprendi:

- para dar brilho em cromados, usar qualquer refrigerante à base de cola. Passar com um pano e depois usar flanela para finalizar;

- para evitar que o rímel seque antes do tempo, nada de puxar e empurrar o pincel várias vezes antes de usar. Girar o pincel dentro do tubo de vidro, para o ar não entrar. Quando o produto secar, pingar duas gotinhas de óleo de rícino e misturar com o pincel;

- ficar sempre a um metro ou mais do forno de microondas ligado. Para que ele dure mais, nunca aquecer pequenas porções de líquidos ou alimentos. Colocar um copo com água no prato para completar a porção. Explicação: Os raios de microondas batem e rebatem nas paredes do forno e se a quantidade de alimento for pequena, o motor é que receberá a carga desperdiçada. Os furos no motor podem chegar ao tamanho de uma carga de caneta. Limpar os filtros de ar(atrás do forno) com pano seco;

- o telefone celular não provoca incêndios em postos de combustível(o mito foi detonado faz muito tempo), mas quem costuma descer do carro ao abastecer(principalmento no self service)e tem carro com bancos de couro, pode acumular eletricidade nas roupas. Ao sair do carro, encostar as mãos na lataria para descarregar essa energia e evitar a combustão dos gases;

- não acreditar no que aparece no espelho quando a distância dele for diferente de um metro;

- as frutas são melhor aproveitadas se forem comidas antes das refeições e não depois;

- quem fica muito tempo usando computador deve evitar calçados com sola de borracha, que é para dispersar a energia e radiação que os equipamentos emitem;

- para esfoliar a pele do rosto usar açúcar cristal junto com o creme hidratante ou de limpeza. Esfregar suavemente e lavar;

- as meias masculinas devem combinar com as calças. Os sapatos devem combinar com o cinto. A gravata só deve tocar a fivela do cinto e não cobri-la;

- o vinho que sobrou na garrafa pode ser aproveitado para fazer temperos e molhos e dar um toque especial naquela gelatina sem graça;

-nunca beber cerveja de colher ou canudinho.

1 de fev de 2006

Clicando por aí

Um inusitado e inesperado arco-íris, no final da tarde.



No final do caminho, um convento de pedras, muito usado para retiros. Hoje é uma vila que hospeda também turistas. Dando as costas para a construção, uma paisagem estonteante(que eu já mostrei por aqui).
Na rodovia que passa pela praia do Morro das Pedras, pare no mirante e depois aceite o convite deste portão, antes de chegar à praia da Armação. Suba devagar. Fotografe, fotografe, fotografe...
Depois da terceira curva a amostra da paisagem desafia qualquer fotógrafo a parar de clicar.

As fotos são minhas . E tem mais. Que eu mostrarei, com certeza.